for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Parlamento suíço retira imunidade do procurador-geral Michael Lauber

Procurador-geral da Suíça, Michael Lauber 20/05/2020 REUTERS/Arnd Wiegmann

ZURIQUE (Reuters) - Um comitê parlamentar suíço decidiu, nesta segunda-feira, retirar a imunidade do procurador-geral Michael Lauber, abrindo caminho para o promotor especial Stefan Keller instaurar um processo criminal contra Lauber por sua condução de uma investigação da Fifa.

“O procurador-geral Michael Lauber é suspeito de abuso de poder, violação de confidencialidade e favoritismo ao manter várias reuniões não gravadas com o presidente da Fifa, Gianni Infantino, o promotor público Rinaldo Arnold e outras pessoas”, disse o comitê de imunidade da câmara baixa da Suíça em comunicado.

“O comitê aponta que a retirada da imunidade é necessária para obter maior transparência possível sobre essas reuniões em uma investigação criminal”, afirmou o comitê.

Lauber renunciou no mês passado, com seu último dia de serviço ativo marcado para 31 de agosto, depois que um tribunal concluiu que ele havia encoberto uma reunião com Infantino e mentido para supervisores enquanto seu gabinete investigava a corrupção em torno do órgão que controla o futebol mundial.

O promotor especial Keller, que foi nomeado para analisar as queixas criminais contra Infantino e Lauber, abriu um processo criminal contra Infantino e um promotor regional no mês passado, e pediu ao Parlamento a retirada da imunidade de Lauber.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up