for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Djokovic e Naomi Osaka iniciam disputa de um Aberto dos EUA muito diferente

29/08/2020 Robert Deutsch-USA TODAY Sports

NOVA YORK (Reuters) - Novak Djokovic e Naomi Osaka encabeçam o primeiro dia do Aberto dos Estados Unidos nesta segunda-feira, quando uma calma incomum pairava sobre Flushing Meadows para o primeiro Grand Slam desde o surto de coronavírus.

Djokovic e Osaka, que conquistaram o título de simples em 2018, vão competir no horário nobre, a partir das 19h (horário local), em programação que - em circunstâncias normais – atrairia milhares de fãs ao Arthur Ashe Stadium.

Em vez disso, as arquibancadas ficarão vazias.

O número um do mundo, Djokovic, enfrentará o bósnio Damir Dzumhur ao iniciar tentativa de conquistar o 18º título de Grand Slam, enquanto Osaka, quarta cabeça-de-chave, encara a compatriota japonesa Misaki Doi.

Com máscaras e carregando raquetes sobre os ombros, alguns participantes autorizados entraram no Billie Jean King National Tennis Center em um clima excepcionalmente frio.

A crise da Covid-19 já teve um impacto no torneio, com a desistência de um jogador no domingo após teste positivo antes do início do evento.

Muitos tenistas importantes, incluindo o atual campeão Rafael Nadal e a número um do mundo Ash Barty, optaram por não competir devido a questões de saúde e segurança.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up