for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Concunhado do príncipe William passa a integrar conselho da equipe Williams na F1

Pippa Middleton e o marido, James Matthews, na arquibancada do torneio de Wimbledon 13/07/2020 REUTERS/Toby Melville

LONDRES (Reuters) - James Matthews, ex-piloto de corrida e concunhado do príncipe britânico William, foi integrado nesta quinta-feira ao conselho da equipe Williams de Fórmula 1, após a venda da escuderia à empresa norte-americana Dorilton Capital.

Matthews, executivo-chefe da consultoria de investimentos Eden Rock Group, é casado com Pippa, a irmã caçula de Kate Middleton, esposa de William.

A Williams Grand Prix Engineering disse em um comunicado que o presidente da Dorilton, Matthew Savage, o presidente-executivo e cofundador da firma, Darren Fultz, e Matthews irão compor o novo Conselho de Diretores da empresa.

Mais cedo, a equipe anunciou que a vice-chefe Claire Williams, filha do fundador Frank, deixará o cargo depois do Grande Prêmio da Itália de domingo e que a família não terá mais envolvimento com a equipe.

“O novo conselho reconhece e valoriza a importância de se manter a herança e a cultura da Williams e continuará trabalhando com a gerência sênior para alavancar suas habilidades para fazê-la voltar a correr competitivamente”, informou um comunicado.

A Williams ainda não anunciou quem administrará a terceira mais antiga equipe da modalidade, mas se espera um anúncio antes da corrida desta semana na pista toscana de Mugello.

Matthews conquistou o campeonato britânico de Fórmula Renault em 1994 com a Manor Motorsport.

A Manor entrou na F1 em 2010 como Virgin Racing, continuou como Marussia e depois Manor Marussia até 2015.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up