for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Azarenka supera desafios para voltar a uma final de Grand Slam

Tenista Victoria Azarenka 10/09/2020 Danielle Parhizkaran-USA TODAY Sports

NOVA YORK (Reuters) - O retorno de Victoria Azarenka ao topo foi uma longa estrada cheia de contratempos e desafios, mas ela se recuperou e agora está de volta a uma final de Grand Slam após uma ausência de sete anos.

A tenista de 31 anos perdeu o primeiro set contra Serena Williams na semifinal do Aberto dos Estados Unidos na quinta-feira, mas mostrou grande força mental para vencer a seis vezes campeã em um Grand Slam pela primeira vez em 11 tentativas.

Se uma vaga na final de sábado contra Naomi Osaka parecia improvável após o set de abertura, era ainda mais distante quando o tênis voltou após paralisação, já que Azarenka buscava a primeira vitória em um ano.

Ela começou a mudar essa história no torneio preparatório de Western & Southern Open, onde garantiu seu primeiro título da WTA em quatro anos, aproveitando-se da desistência de Osaka devido a uma lesão.

“Estou muito orgulhosa de mim mesma por ter superado o desafio de perder e virar o jogo e me tornar melhor”, disse ela a repórteres na quinta-feira.

“Não estou falando de uma tenista melhor. Estou falando de uma pessoa melhor para mim, para meu filho. É disso que tenho mais orgulho.”

Ex-número um do mundo, Azarenka voltou da licença maternidade depois do nascimento do filho Leo em 2017 e teve de encarar uma batalha pela custódia com seu ex-parceiro que a impediu de competir na campanha de Flushing Meadows daquele ano.

Vice-campeã no Aberto dos EUA para Serena em 2012 e 2013 --os mesmos anos em que ganhou seus dois títulos do Aberto da Austrália-- Azarenka estava bem longe da lista de favoritas neste ano.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up