for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Serena vai ao Aberto da França em busca do 24º título de Grand Slam

Tenista Serena Williams durante partida do Aberto da Austrália 22/01/2020 REUTERS/Edgar Su

NOVA YORK (Reuters) - Serena Williams terá apenas duas semanas para se recompor da decepção com a derrota na semifinal do Aberto dos Estados Unidos e retomar sua busca pelo 24º título de Grand Slam nas quadras de saibro da França.

A norte-americana permanece um título atrás do recorde histórico de Margaret Court desde que conquistou seu 23º troféu de simples em Grand Slam no Aberto da Austrália em janeiro de 2017.

Serena perdeu quatro finais de Grand Slam desde que voltou ao circuito em 2018 após o nascimento da filha e mais uma vez ficou perto da marca, na quinta-feira, quando foi eliminada por Victoria Azarenka com uma derrota por 1-6, 6-3 e 6-3 na semifinal do Aberto dos EUA.

“Não sei. Quer dizer, é obviamente decepcionante”, disse Serena aos repórteres, antes de confirmar que participaria do Aberto da França.

“Ao mesmo tempo, fiz o que pude hoje. Sinto que outras vezes estive perto e poderia ter feito melhor. Hoje senti que dei muito.”

Muitos especialistas afirmam que o tempo está se esgotando para que ela conquiste um Grand Slam novamente. A tenista completará 39 anos pouco antes da estreia em Paris, em uma superfície menos confortável, onde a norte-americana conquistou seu terceiro e último título em 2015.

Questionada sobre como a sequência de derrotas afetam seu moral enquanto ela se esforça para se tornar a jogadora de maior sucesso, Serena Williams disse: “Eu não sei. Eu só ... eu não sei. Não pensei sobre isso, na verdade.”

Reportagem de Sudipto Ganguly em Mumbai

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up