for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Estado australiano se diz preparado para receber Aberto da Austrália em meio a pandemia

Garbine Muguruza se prepara para sacar durante final do Aberto da Austrália 01/02/2020 REUTERS/Kim Hong-Ji

MELBOURNE (Reuters) - O Estado australiano de Victoria está preparado para sediar o Grand Slam de tênis Aberto da Austrália e o tradicional evento de críquete no Boxing Day durante o verão após queda nas taxas de infecção por Covid-19, disse o premiê Daniel Andrews nesta segunda-feira.

Uma segunda onda de infecções levantou dúvidas sobre se o Aberto da Austrália, de 18 a 31 de janeiro, e a partida de críquete poderiam acontecer em Melbourne, capital do Estado de Victoria, que está sob isolamento rigoroso há várias semanas.

No entanto, Victoria registrou nesta segunda-feira 35 novos casos de Covid-19, o menor aumento em um único dia em quase três meses.

Questionado em uma entrevista coletiva se o Estado estava na “trajetória certa” para sediar os dois grandes eventos esportivos, Andrews disse: “Acho que estamos”.

“Mas eu não acredito que o Boxing Day vai ser como normalmente é, nem acho que o Aberto da Austrália será exatamente o mesmo que é (normalmente). Por exemplo, times vindos do exterior, jogadores vindos do exterior...todos eles vão ter que ficar em quarentena. Não vai ser um verão comum desse ponto de vista.”

“Mas vamos receber o máximo de pessoas que pudermos, desde que seja seguro”, acrescentou ele.

O Aberto da Austrália, realizado no Melbourne Park, é o primeiro Grand Slam do ano no tênis.

Os organizadores esperam que 400 mil pessoas participem do evento de duas semanas, cerca de metade da capacidade normal, e descartaram a realização do torneio fora de Melbourne.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up