for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Lakers usarão camisa criada por Kobe Bryant em partida que pode decidir título da NBA

(Reuters) - O Los Angeles Lakers usará sua camisa “Black Mamba” em homenagem ao ex-jogador Kobe Bryant na partida de sexta-feira contra o Miami Heat em que buscará conquistar seu 17º título da NBA.

LeBron James (23) e Danny Green (14) do Los Angeles Lakers comemoram jogada 02/10/2020 Kim Klement-USA TODAY Sports

Os Lakers, que lideram por 3 a 1 a série melhor de sete das finais da NBA, venceu todas as quatro partidas que disputou na pós-temporada usando a camisa alternativa criada por Bryant, que é preta com detalhes dourados e tem uma leve estampa no estilo de pele de cobra.

O apelido de Bryant era “Black Mamba”, o nome em inglês da cobra mamba-negra.

“É sempre especial representar alguém que significou tanto, não apenas para o esporte, mas também para a organização Lakers por mais de 20 anos”, disse o ala do Lakers LeBron James, depois que sua equipe usou a camisa no segundo jogo das finais da NBA. “Para nós, homenageá-lo, estar em quadra, é disso que se trata.”

O time tinha planejado originalmente usar a camisa em um eventual Jogo 7, mas decidiu mudar a estratégia para o jogo de sexta-feira na Disney World, na Flórida, onde a temporada foi retomada em julho após um hiato de quatro meses devido à Covid-19.

Os uniformes foram lançados na temporada 2017-18.

Bryant, um dos maiores jogadores de sua geração e que conquistou cinco títulos da NBA durante uma carreira de 20 anos com os Lakers, morreu junto com sua filha Gianna e sete outras pessoas em um acidente de helicóptero em janeiro.

Além do desenho original da camisa, o uniforme também apresenta um patch com o número dois, o número da camisa de Gianna, dentro de um coração branco.

A viúva de Bryant foi ao Instagram para expressar seu apoio ao uso da camisa especial no possível jogo final da série.

“Camisetas do Mamba e da Mambacita aprovadas para o Jogo 5”, escreveu Vanessa Bryant na noite de quarta-feira. “Vamos Lakers.”

Se os Lakers vencerem o campeonato este ano, seria o primeiro título da equipe desde que Bryant levou o time ao título em 2010, e igualaria o recorde do rival Boston Celtics com o maior número de campeonatos na história da NBA.

Reportagem de Frank Pingue, em Toronto

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up