for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Prêmio em dinheiro da Uefa será reduzido por cinco anos devido à Covid-19, diz jornal

Logo da Uefa na sede da entidade em Nyon 28/02/2020 REUTERS/Denis Balibouse

(Reuters) - Os prêmio em dinheiro pego pelo desempenho na Liga dos Campeões e na Liga Europa serão cortados ao longo das próximas cinco temporadas porque a Uefa, a entidade organizadora do futebol europeu, está sofrendo com o impacto financeiro da pandemia de Covid-19, noticiou o jornal The Times.

A Uefa informou as federações que a integram que perdeu 514 milhões de libras (666,4 milhões de dólares) após a redução da renda de televisão e de patrocínios, resultante dos adiamentos das fases eliminatórias na temporada passada, disse a reportagem.

As duas competições foram suspensas em março, quando a pandemia tumultuou o calendário esportivo global, e só foram retomadas em agosto.

As fases eliminatórias foram disputadas a portas fechadas em locais neutros, e o formato de partidas de ida e volta foi reduzido a um único confronto.

A previsão da temporada passada tinha 1,95 bilhão de euros (2,3 bilhões de dólares) separados para os 32 times da fase de grupos da Liga dos Campeões.

A reportagem acrescentou que os times ingleses devem esperar uma redução de cerca de 4% nos prêmios de dinheiro e na renda de TV.

Por Rohith Nair em Bengaluru

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up