for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Times espanhóis recebem ordem para encerrar patrocínios de empresas de apostas

Oliver Torres, do Sevilla, durante partida contra o Chelsea pela Liga dos Campeões 20/10/2020 Pool via REUTERS/Mike Hewitt

MADRI (Reuters) - Times de futebol espanhóis patrocinados por empresas de apostas foram instruídos a cancelar seus contratos antes do final da temporada, antecipando-se a uma nova lei sobre a propaganda deste setor, de acordo com uma carta enviada por um ministro do governo nesta quarta-feira nesta quarta-feira.

A carta assinada pelo ministro de Assuntos do Consumidor, Alberto Garzón, e vista pela Reuters, informa os clubes que contratos com empresas de apostas serão proibidos assim que o novo decreto real for aprovado em uma reunião do gabinete e sancionado.

O decreto, que afeta todos os esportes na Espanha, contempla um período de transição que termina com o encerramento da temporada atual, em maio.

A carta acrescentou que as empresas de apostas que patrocinam times e atletas “contribuíram para normalizar uma prática com riscos de saúde e sociais graves que precisam ser minimizados no campo da propaganda”.

Ela disse que o status de exemplo dos atletas levou a um aumento de apostas entre jovens de 18 a 25 anos --de 29% para 40% nos últimos quatro anos. A quantidade de dinheiro gasto por jovens em apostas, por sua vez, teve um aumento anual de 13%.

Sete dos 20 times da primeira divisão do Campeonato Espanhol são patrocinados por empresas de apostas, incluindo o Sevilla, atual campeão da Liga Europa, e o Valência, seis vezes campeão da liga.

Por Richard Martin

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up