for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Maradona comemora 60º aniversário com homenagens de todo o mundo

Diego Maradona durante partida entre Argentina e Holanda na Copa do Mundo de 2006 21/06/2006 Action Images via Reuters/John Sibley

BUENOS AIRES (Reuters) - Diego Maradona comemorou seu 60º aniversário nesta sexta-feira com homenagens de todo o mundo e a montagem de um outdoor de 100 metros de comprimento no centro de Buenos Aires.

Mas o técnico do Gimnasia y Esgrima deve passar um dia tranquilo em casa e pode perder a retomada da liga argentina por causa do temor da Covid-19.

Segundo reportagens, o ex-atacante do Boca Juniors e do Napoli teve contato com uma pessoa que mostrou sintomas de Covid-19 e pode não acompanhar a partida de seu time contra o Patronato, a primeira da campanha recém-reiniciada da primeira divisão, que foi interrompida em março.

Mas amigos enviaram homenagens ao ícone extravagante, que levou a Argentina ao título da Copa do Mundo de 1986.

No Instagram, grandes nomes do futebol mundial, como o ex-atacante Ronaldo do Brasil, o treinador José Mourinho e o ex-capitão da Itália Franco Baresi, transmitiram seus melhores votos.

“Começo meu sexagésimo com estas mensagens maravilhosas que todos vocês me enviaram”, disse Maradona em resposta. “Obrigado por seu amor e sua amizade. Este é o melhor presente que poderiam ter me dado.”

Maradona é considerado um dos maiores jogadores de futebol de todos os tempos. A conquista do Mundial com a Argentina e seus dois gols na Inglaterra na vitória das quartas de final --um deles o polêmico “Mão de Deus”-- são momentos inesquecíveis da história do esporte.

Mas seu vício em drogas maculou seus anos posteriores na Itália e o levou a ser expulso da Copa do Mundo de 1994 e afastado do esporte durante 15 meses.

Por Ramiro Scandolo em Buenos Aires

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up