for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Piqué diz que Barcelona está em declínio, mas aposta no futuro

Gerard Piqué durante amistoso de pré-temporada do Barcelona contra o Gimnastic Tarragona 12/09/2020 REUTERS/Albert Gea

BARCELONA (Reuters) - Gerard Piqué disse que o Barcelona está em declínio há algum tempo e saudou a renúncia do presidente Josep Maria Bartomeu, prevendo um futuro melhor com a nova liderança e o sangue novo do elenco.

Bartomeu e a diretoria saíram do clube na semana passada depois de seis anos no comando para evitar uma moção de desconfiança dos sócios, deixando um legado de muitos troféus, mas uma carência contínua de resultados e uma situação financeira alarmante.

“Era óbvio que o clube estava em uma tendência de baixa e que a cada ano as coisas estavam ficando um pouco piores do que no anterior”, disse Piqué depois que sua equipe obteve uma vitória suada de 2 x 1 sobre o Dínamo de Kiev na Liga dos Campeões na quarta-feira.

“Todos nós sabemos qual é a situação do time neste momento, estamos passando por um processo de mudança que era muito necessário.”

Atualmente, o time está na mãos do presidente interino, Carles Tusquets, e eleições devem ser realizadas nos próximos três meses, mas Piqué disse que a instabilidade não é desculpa para os desempenhos irregulares vistos ultimamente.

Embora tenham 100% de aproveitamento na Liga dos Campeões, os catalães fizeram uma estreia terrível no Campeonato Espanhol e não venceram nenhuma de suas últimas quatro partidas.

Piqué também admitiu que seu time não está mais entre os favoritos à conquista da Liga dos Campeões após suas últimas atuações na competição, mas disse estar otimista em relação ao futuro graças ao surgimento de novos talentos empolgantes, como Ansu Fati e Pedri.

Por Richard Martin

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up