12 de Outubro de 2014 / às 15:12 / em 3 anos

Federer vence Simon e fatura o Masters de Xangai

XANGAI (Reuters) - Roger Federer conquistou um dos últimos títulos que ele ainda não tinha no currículo após superar um mau início de partida e vencer um contundido Gilles Simon na final do Masters de Xangai neste domingo.

O suíço vencedor de 17 Grand Slams ganhou a partida com parciais de 7-6(6) e 7-6(2) e levou para casa o 23º troféu de Masters, o primeiro na China. Foi o quarto título de Federer no ano e o 81º da carreira. 

“Bom, vencer aqui me deixa muito feliz pois esse torneio significa muito para mim”, disse Federer na coletiva de imprensa. “Eu sempre gostei de vir para cá. Já cheguei perto do título algumas vezes, mas sempre quis conquistar o Masters.” 

“É um prestígio enorme ser campeão deste evento. Colocar as mãos no troféu pela primeira vez é um sentimento ótimo. Estou muito feliz com o jeito como venho jogando.”

A partida tinha começado bem para Simon, que chegou a quebrar o saque de um desleixado e errante Federer logo no primeiro game, e manteve a quebra até sentir a pressão de sacar em 5-4. Foi aí que o francês começou a ruir.

Até então sacando mal e com um jogo de fundo de quadra decepcionante, Federer chegou a desperdiçar dois break points no décimo game do primeiro set, mas Simon devolveu a gentileza e, com um backhand na rede, permitiu ao suíço empatar a parcial. 

Instável, Simon evitou dois set points do suíço no game seguinte e forçou o tiebreak, mostrando que ainda estava no páreo para seu primeiro título de Masters. 

O número 29 do ranking ainda teve um set point no tiebreak, mas Federer evitou-o com um primeiro serviço indefensável e saltou à frente com um winner perfeito de backhand, tocando a linha, que lhe deu a vitória no primeiro set com 8-6 no desempate. 

Simon, que chegou à final eliminando o campeão do Aberto da Austrália Stan Wawrinka e o sexto cabeça-de-chave Tomas Berdych, pediu tempo médico no intervalo para tratar de uma eventual lesão na virilha, que o deixou desconfortável durante todo o segundo set.

Mesmo com dores, o francês surpreendentemente fez jogo duro na parcial decisiva, defendendo com vigor todos os seis games em que sacou e ainda ameaçando o serviço de Federer no 11º game do set.

No tiebreak, no entanto, o suíço se impôs e, com ótimos saques e distribuindo winners, chegou à vitória e ao título. 

“Ele aproveitou melhor as oportunidades”, disse Simon. “Fizemos uma partida parelha. Tive um set point no primeiro, dois no segundo. Foram alguns pontos que decidiram tudo, e ele sempre foi muito bem nesses momentos. Te põe sempre sob pressão.”

Com o título na China, Federer vai ocupar o segundo lugar no ranking, destronando Rafael Nadal, assim que as listas forem atualizadas na segunda-feira. Agora, o suíço ganhou sete dos nove torneios Masters que existem no circuitos, faltando apenas os Masters de Monte Carlo e Roma, ambos no saibro, para o currículo. 

Por Patrick Johnston e Sudipto Ganguly

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below