23 de Outubro de 2014 / às 21:49 / em 3 anos

ENTREVISTA-Goleada do Brasil para Alemanha "é passado", diz David Luiz

PARIS (Reuters) - A derrota da seleção brasileira diante da Alemanha na Copa do Mundo em casa “é passado”, uma vez que o futebol é dinâmico, afirmou o zagueiro David Luiz, embora o vexame de 7 x 1 não saia da memória dos torcedores.

Zagueiro David Luiz durante partida do Paris St. Germain contra o St. Etienne pelo Campeonato Francês. 31/08/2014. REUTERS/Benoit Tessier

“É passado”, disse o jogador brasileiro em entrevista à Reuters nesta quinta-feira. “Nós vamos aproveitar o que fizemos bem e melhorar o que fizemos mal, mas assim é o futebol. É uma nova temporada, o futebol não para nunca.”

O zagueiro foi o capitão do Brasil naquela partida no Mineirão, válida pela semifinal do Mundial, porque Thiago Silva estava suspenso. David Luiz deixou o campo em prantos na pior derrota da história da seleção brasileira.

David Luiz, que trocou o Chelsea pelo Paris Saint Germain no final da última temporada por cerca de 80 milhões de dólares, tem bons concorrentes por uma vaga na zaga do time francês, incluindo seus compatriotas Thiago Silva e Marquinhos e o francês Zoumana Camara.

Mas David Luiz é versátil e pode até atuar no meio-campo. Questionado sobre qual a sua posição favorita, ele respondeu com um sorriso: “Eu prefiro estar no time titular. Não importa onde vou jogar, eu adoro jogar futebol.”

O zagueiro, que conquistou a Liga dos Campeões com o Chelsea em 2012, disse que o Campeonato Francês é parecido com o Inglês em termos de técnica.

“Há mais intensidade (na Inglaterra) do que aqui, mas a qualidade é a mesma, o nível é o mesmo. Pode-se ser mais tático aqui do que lá”, explicou.

David Luiz disse que não vai comemorar se marcar gol pelo PSG contra seu ex-clube em um jogo da Liga dos Campeões no futuro.

“Eu não comemoraria porque eu respeito todas as equipes que joguei, e o Chelsea me deu várias coisas boas. Fui feliz no Chelsea e respeito o clube e os torcedores”, declarou.

O brasileiro disse que deixou o Chelsea por opção própria e negou qualquer problema com o técnico da equipe inglesa, José Mourinho, que afirmou que só sentiria falta de David Luiz por causa da questão pessoal e “não como zagueiro central”.

“Foi escolha minha, meu ciclo terminou”, disse ele. “Eu decidi mudar e o PSG me apresentou um bom plano para o momento e para o futuro. Quando eles me mostraram isso, eu decidi que era para onde eu queria ir.”

“O Chelsea me ofereceu um novo contrato. Foi minha decisão de sair. Eu não tenho problema com Mourinho”, acrescentou.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below