1 de Outubro de 2015 / às 20:34 / em 2 anos

Sob pressão, Platini perde importante assessor

ZURIQUE (Reuters) - O presidente da Uefa, Michel Platini, que está envolvido em uma investigação sobre um pagamento feito a ele pelo presidente da Fifa, Joseph Blatter, perdeu os serviços de um de seus principais assessores.

Presidente da Uefa, Michel Platini, antes de sorteio da Liga Europa, em Monte Carlo. 28/08/2015 REUTERS/Eric Gaillard

A Uefa, entidade que controla o futebol europeu, disse nesta quinta-feira que Kevin Lamour, chefe de gabinete do presidente, vai tirar uma licença.

Um porta-voz da Uefa afirmou que a decisão de Lamour não tinha qualquer relação com a investigação suíça sobre o pagamento feito por Blatter a Platini em 2011, de 2 milhões de francos suíços.

“Estava acordado há vários meses que Kevin iria tirar uma licença no final de setembro, após a reunião do comitê executivo em Malta”, disse o porta-voz. “A duração da licença ainda não foi confirmada.”

Embora a saída de Lamour não tenha ligação com a investigação e ao processo que envolve Platini, o fato deixa o francês sem um assessor de confiança em um momento difícil.

Platini, que nega qualquer irregularidade, é candidato a substituir Blatter como presidente da Fifa na eleição de fevereiro.

Por Simon Evans

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below