15 de Janeiro de 2016 / às 12:25 / em 2 anos

Alemanha quer reunião de emergência de Associação Internacional de Atletismo sobre doping

MUNIQUE (Reuters) - O chefe da equipe de atletismo da Alemanha pediu que seja realizada uma reunião extraordinária da Associação Internacional de Federações de Atletismo (IAAF, na sigla em inglês), depois que a segunda parte de um relatório da Agência Mundial Antidoping (Wada) colocou ainda mais pressão sobre a entidade assolada por escândalos.

A comissão independente da Wada disse, na quinta-feira, que o ex-presidente da IAAF Lamine Diack comandava um grupo responsável por encobrir casos de doping e chantagear atletas, enquanto outros membros de alto escalão da entidade se omitiam.

“As denúncias de corrupção contra a antiga liderança da IAAF são tão contundentes e prejudicaram a credibilidade da federação mundial em extensão tão grande, que um sinal de despertar deve ser uma reunião extraordinária de seus membros”, disse o chefe da equipe de atletismo da Alemanha, Clemens Prokop, em um comunicado divulgado nesta sexta.

O relatório acusatório entregue pelo ex-presidente da Wada Dick Pound veio se somar aos escândalos que rapidamente se acumulam envolvendo o uso organizado de doping e sua ocultação que balança o mundo do atletismo.

Pound já havia chocado o esporte em novembro, quando divulgou a primeira parte de seu relatório, o que levou a Rússia, uma superpotência do esporte, a ser banida de competição devido ao doping patrocinado pelo Estado.

 (Reportagem de Karolos Grohmann)

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below