26 de Junho de 2016 / às 16:56 / um ano atrás

Ainda faltando ajustes, Velódromo Olímpico do Rio é entregue

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Ainda inacabado e faltando ajustes, o Velódromo Olímpico foi entregue nesse domingo ao Comitê Rio 2016, faltando poucos dias para as Olimpíadas.

Panos coloridos foram usados para esconder áreas ainda em obras e que faltam ser finalizadas.

Segundo representantes da organização, ainda precisam ser finalizados itens como instalações temporárias , decoração e outros.

Operários também trabalharam intensamente nas últimas horas  no acabamento da fachada do velódromo a tempo do evento desse domingo. Isso teria adiado a entrega das chaves do Velódromo de sábado para domingo.

Na parte interna, pista e refrigeração são consideradas acabadas e atletas estiveram no local nesse fim de semana testando o  chamado “campo de jogo”.

As obras do Velódromo devem continuar nos próximos dias e só devem ser completamente finalizadas em cima da hora.

O Velódromo Olimpico é a arena esportiva mais atrasada dos Jogos.

A empresa que venceu a licitação apresentou problemas financeiros e a prefeitura interveio para que uma terceira construtora fosse subcontratada.

Como os problemas continuaram , a subcontratada assumiu a obra recentemente. Um evento teste chegou a ser marcado e reprogramado para a arena, mas diante do atraso teve de ser cancelado.Atletas nacionais e estrangeiros foram convidados para um teste de pista nesse fim de semana. A pessoas próximas, o prefeito Eduardo Paes tem dito que o Velódromo o fez “ perder o discurso” de que todas as obras seriam entregues no prazo e no custo.

“Não dá para dizer que o Velodromo dentro do prazo, mas como digo nas demais obras, está dentro do custo,”, disse Paes a jornalistas.

O custo do velódromo olímpico é de quase 150 milhões de reais, bancados por verbas federais.

Outra questão na preparação final para os Jogos é a obra de expansão do metrô até a Barra da Tijuca.

A obra de responsabilidade do Estado está atrasada e depende de cerca de 1 bilhão de reais para ser finalizada. A previsão é que ela fique pronta em 1 de agosto e a expectativa é que a linha 4 opere com carga reduzida nas Olimpíadas.

Um plano B está montado com BRTs, caso a linha 4 nao fique pronta a tempo dos Jogos, que começam em 5 de agosto.

Por Rodrigo Viga Gaier; edição de Leonardo Goy

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below