10 de Agosto de 2016 / às 01:27 / em um ano

Depois de descontrole, judoca brasileiro naturalizado libanês se desculpa

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Brasileiro naturalizado libanês, o judoca Nacif Elias chamou atenção na Arena Carioca 2, na manhã desta terça-feira, ao sair do tatame esbravejando com a arbitragem após ser desclassificado por um golpe irregular. Logo depois, voltou para pedir desculpas e evitar uma suspensão.

Aug 9, 2016; Rio de Janeiro, Brazil; Nacif Elias (LIB) protests after his match during men's judo 81kg round 32 in the Rio 2016 Summer Olympic Games at Carioca Arena 2. Mandatory Credit: John David Mercer-USA TODAY Sports

Elias primeiro se recusou a deixar o tatame e discutiu com o árbitro, e depois fez um desabafo com a imprensa em tom de indignação, dizendo que era “uma vergonha” o que fizeram com ele. No entanto, como as regras do judô preveem suspensão em caso de reclamação explícita, o judoca voltou pouco depois ao tatame para se desculpar, e também fez um pedido de desculpas perante os repórteres.

GASOL ALVO DA TORCIDA

O pivô espanhol Pau Gasol, astro da NBA, enfrentou críticas ofensivas da torcida brasileira no jogo de basquete entre as duas equipes nesta terça-feira. Quando se preparava para cobrar lances livres na reta final da decisiva partida a torcida gritou palavrões contra o pivô, que acabou errando um dos arremessos.

O técnico argentino do Brasil, Rubén Magnano, e o ala Marquinhos pediram desculpas depois da partida. “Peço desculpas pelos brasileiros, mas foi no calor do jogo”, disse o jogador.

EU ACREDITO?

Apesar de o handebol ser um dos esportes mais praticados em escolas do país, brasileiros demonstraram nesta terça-feira que ainda não são muito familiarizados com as regras do esporte.

Quando faltavam apenas 30 segundos para o fim do duelo com a Eslovênia, e o Brasil já perdia por 3 gols, os torcedores cobravam correria dos brasileiros e gritavam “eu acredito”, apesar de o tempo ser obviamente insuficiente para uma reação.

“Pensei que dava”, disse uma torcedora pernambucana que estava na arena quando indagada.

CARNAVAL NO JUDÔ

Os torcedores que comparecem à Arena Carioca 2 para as lutas de judô que valem medalhas são presenteados com um minidesfile de escola de samba. Passistas e integrantes da ala de bateria entram no tatame e fazem um show com músicas tradicionais de Carnaval. Alguns jornalistas e torcedores estrangeiros se empolgam e filmam as apresentações. 

Reportagem de Rodrigo Viga Gaier, Pedro Fonseca e Tatiana Ramil

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below