19 de Agosto de 2016 / às 20:42 / em um ano

Itália vence Estados Unidos e buscará primeiro ouro olímpico no vôlei masculino

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A seleção masculina de vôlei da Itália pôs fim nesta sexta-feira à sequência de vitórias dos Estados Unidos para chegar à final do torneio de vôlei da Rio 2016, em busca da primeira medalha olímpica do país no esporte.

Jogadores dos EUA comemoram vitória sobre EUA na semifinal do vôlei masculino no Rio. 19/08/2016 REUTERS/Ricardo Moraes

A Itália bateu os EUA em uma batalha de cinco sets, parciais de 30-28, 26-28, 9-25, 25-22 e 15-9, e enfrentará na final o vencedor do confronto entre a atual campeã olímpica, a Rússia, ou o atual detentor da medalha de prata, o Brasil.

Os norte-americanos, que tentavam a quarta medalha de ouro na modalidade, haviam perdido para a Itália em quatro sets na fase eliminatória e estavam quase eliminados quando conseguiram vencer o Brasil. Mas a sequência de quatro vitórias que iniciaram naquela ocasião acabou diante dos italianos.

Com cortadas imparáveis e aces no saque de Ivan Zaytsev, principal pontuador da equipe, os italianos conseguiram vencer um acirrado primeiro set.

Os Estados Unidos retomaram a liderança no segundo set, apesar de uma série de ataques de Osmany Juantorena, ex-jogador da seleção de Cuba e que agora atua pela Itália.

Os norte-americanos assumiram a liderança com uma sequência de 15 pontos na terceira parcial, com Matt Anderson e Micah Christenson brilhando. Mas a Itália se recuperou para garantir a vitória com aces de Zaytsev e Juantorena no quarto set e no tiebreak.

“Estávamos tão bem no terceiro set, mas então nossa energia deu uma caída no quarto e eles tiraram vantagem disso”, disse Anderson a jornalistas.

O técnico dos EUA, John Speraw, que levou uma equipe jovem ao Rio com oito jogadores que nunca haviam disputado uma Olimpíada, disse que a Itália joga o melhor vôlei da Olimpíada e que seus comandados responderam bem ao desafio.

“Simplesmente não foi o bastante no fim”, acrescentou.

O capitão italiano, Emanuele Birarelli, disse que os aces no quarto set feitos por Zaytsev, atleta nascido na Itália mas que tem descendência russa, foram decisivos.

“Ivan teve uma sequência incrível de saques que foram a chave para vencer a partida em um momento crucial”, disse ele na entrevista coletiva após a partida.

A torcida no Maracanãzinho escolheu apoiar os italianos, gritando “Itália, Itália!” Os alto-falantes do ginásio tocavam “Volare” a cada ponto da Itália e “YMCA” a cada ponto dos EUA.

Brasil e Rússia se enfrentam na noite desta sexta para definir o segundo finalista do torneio masculino de vôlei da Rio 2016.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below