September 5, 2017 / 2:49 PM / a year ago

Procuradoria francesa vê filho de Diack envolvido em compra de votos na escolha de sede de eventos esportivos

PARIS (Reuters) - A Procuradoria financeira da França disse nesta terça-feira que investigações revelaram que o filho do ex-presidente da Associação Internacional de Federações de Atletismo (Iaaf) está no centro de um grande esquema de corrupção.

Ex-presidente da Associação Internacional de Federações de Atletismo (Iaaf), Lamine Diack, durante coletiva de imprensa, em Pequim 20/08/2015 REUTERS/Jason Lee

“As investigações revelaram um sistema de corrupção em grande escala com envolvimento de Papa Massata Diack, filho de Lamine Diack, ex-presidente da Iaaf, e de outros membros influentes do Comitê Olímpico Internacional (COI)”, disse a Procuradoria financeira francesa, em comunicado.

“Há diversos indícios consistentes de que pagamentos foram feitos em troca de votos de membros da Iaaf e do Comitê Olímpico Internacional para a escolha de cidades-sede para os maiores eventos esportivos globais”, acrescentou.

Inicialmente, as investigações tinham como alvo a concessão dos Jogos de 2020 para Tóquio, antes de serem ampliadas para incluir a Olimpíada de 2016 no Rio de Janeiro.

Na manhã desta terça-feira, a Polícia Federal brasileira realizou buscas na casa do presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB), Carlos Arthur Nuzman, e o intimou a prestar depoimento como parte de investigação sobre um suposto esquema internacional de corrupção para compra de votos para a escolha do Rio de Janeiro como sede da Olimpíada de 2016.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below