February 19, 2018 / 6:45 PM / 7 months ago

Ex-técnico de futebol britânico é condenado a 30 anos de prisão por abuso sexual de crianças

LONDRES (Reuters) - O ex-técnico de futebol Barry Bennell foi condenado a 30 anos de prisão por 50 acusações de abuso sexual de crianças, e o juiz que o condenou nesta segunda-feira o classificou como o “diabo encarnado”.

Bennell, de 64 anos, que foi olheiro do Manchester City e do Crewe Alexandra, abusou de 11 meninos de idades entre 8 e 15 anos entre 1979 e 1990 em “escala industrial”, como foi dito ao Tribunal da Coroa de Liverpool.

“Para aqueles meninos você aparecia como um deus... na verdade você era o diabo encarnado”, disse o juiz Clement Goldstone. “Você roubou suas infâncias e sua inocência”.

Metade da pena de prisão será cumprida sob custódia, e o resto sob condicional, mais um ano sob condicional.

Bennell foi indiciado em novembro de 2016, depois que procuradores receberam um arquivo de indícios da polícia de Cheshire.

Em seus depoimentos, várias vítimas estimaram que Bennell as abusou sexualmente em mais de 100 ocasiões.

Bennell já havia sido condenado por abuso infantil três vezes. Ele recebeu penas de prisão no Reino Unido e nos Estados Unidos em 1995, 1998 e 2015.

Alegações de abuso sexual infantil no futebol inglês ocorridas desde os anos 1970 até os anos 1990 chocaram o Reino Unido e provocaram uma autocrítica profunda no esporte em meio aos temores de que centenas de meninos possam ter sido envolvidos.

Por Stephen Addison

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below