June 1, 2018 / 9:39 PM / 4 months ago

Djokovic redescobre boa forma e chega às 8as de final de Roland Garros

PARIS (Reuters) - O ex-campeão Novak Djokovic provou que ainda tem lenha para queimar ao passar quase quatro horas enfrentando o obstinado espanhol Roberto Bautista Agut para chegar à quarta rodada de Roland Garros nesta sexta-feira.

Ex-campeão Novak Djokovic 01/06/2018 REUTERS/Pascal Rossignol

O sérvio de 31 anos ainda luta tanto com seu jogo quanto contra seus adversários, mas deu mostras suficientes em sua vitória de 6-4, 6-7(6) e 7-6(4) e 6-2 de que está recuperando a forma que lhe rendeu 12 títulos de Grand Slam.

Algumas delas foram os 51 winners e a maneira como se recuperou no final do terceiro set. Também houve uma explosão de raiva que o levou a destruir a raquete perto do final do tiebreak do segundo set.

“Neste tipo de circunstância, às vezes as emoções trazem à tona o nosso pior, sabe, ou o nosso melhor, chame como quiser”, disse Djokovic, que como vigésimo cabeça de chave ocupa a pior posição em um Grand Slam em 12 anos, aos repórteres.

“Houve momentos em minha carreira, este tipo de situação, em que gritava ou atirava a raquete, isso meio que me acordava e ajudava a me libertar daquela pressão que vai crescendo durante a partida”.

Bautista Agut foi o primeiro a se abalar após os nove primeiros games irem para o sacador. Djokovic se recuperou de um 15-40 insistindo nas bolas de fundo e converteu seu segundo ponto de set.

O décimo-terceiro cabeça de chave Bautista Agut, que jogava dias depois da morte de sua mãe, virou um segundo set que perdia de 1-4, quebrando o serviço quando Djokovic errou um voleio fácil e levando a etapa para o tiebreak.

Em 6-6, e já tendo salvo dois set points, Djokovic mirou uma quadra aberta com seu forehand, mas sua passada raspou na rede e foi para fora – momento que ele descontou na raquete e que lhe rendeu uma advertência.

Sua nova raquete também correu risco quando um erro na linha de fundo permitiu que o espanhol empatasse.

Bautista Agut se apagou no terceiro set, e Djokovic se encaminhou para as oitavas de final de um Grand Slam pela 43a vez, só atrás de Roger Federer nesse quesito.

Depois de consolar seu rival na rede, Djokovic saudou a plateia, que ergueu os guarda-chuvas em resposta, claramente encantada com o ressurgimento do campeão de 2016.

“Acho que durante um set e meio e no quarto set joguei bastante bem. O quarto set foi o melhor desempenho que tive no torneio”, disse Djokovic, que na sequência enfrenta o também espanhol e canhoto Fernando Verdasco.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below