September 10, 2018 / 6:49 PM / in 2 months

Federação Internacional de Tênis defende juiz criticado por Serena na final do Aberto dos EUA

Serena reclama com juiz Carlos Ramos 8/92018 Danielle Parhizkaran-USA TODAY SPORTS

(Reuters) - A Federação Internacional de Tênis (ITF) manifestou apoio ao juiz de cadeira Carlos Ramos, que foi chamado pela tenista Serena Williams de “mentiroso” e “ladrão” durante a final do Aberto dos Estados, no sábado, em que ela foi derrotada pela japonesa Naomi Osaka.

Serena, que buscava seu 24º título de simples em torneios do Grand Slam, recebeu um alerta por uma violação referente a orientações do técnico, e depois recebeu uma penalização de ponto por quebrar sua raquete. Na sequência ela discutiu com Ramos, o que custou-lhe um game na partida.

A hexacampeã do Aberto dos EUA foi multada em 17.000 dólares pela Associação de Tênis dos Estados Unidos por seu comportamento.

“Carlos Ramos é um dos mais experientes e respeitados juízes de tênis. As decisões do sr. Ramos foram de acordo com as regras pertinentes e foram reafirmadas pela decisão do Aberto dos EUA de multar Serena Williams por três ofensas”, disse a ITF em comunicado nesta segunda-feira.

“É compreensível que este incidente lamentável e de grande destaque provoque debate. Ao mesmo tempo, é importante lembrar que o sr. Ramos cumpriu suas obrigações como árbitro de acordo com o livro de regras e agiu todas as vezes com profissionalismo e integridade.”

Reportagem de Shrivathsa Sridhar, em Bengaluru

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below