September 10, 2018 / 6:49 PM / 15 days ago

Federação Internacional de Tênis defende juiz criticado por Serena na final do Aberto dos EUA

(Reuters) - A Federação Internacional de Tênis (ITF) manifestou apoio ao juiz de cadeira Carlos Ramos, que foi chamado pela tenista Serena Williams de “mentiroso” e “ladrão” durante a final do Aberto dos Estados, no sábado, em que ela foi derrotada pela japonesa Naomi Osaka.

Serena reclama com juiz Carlos Ramos 8/92018 Danielle Parhizkaran-USA TODAY SPORTS

Serena, que buscava seu 24º título de simples em torneios do Grand Slam, recebeu um alerta por uma violação referente a orientações do técnico, e depois recebeu uma penalização de ponto por quebrar sua raquete. Na sequência ela discutiu com Ramos, o que custou-lhe um game na partida.

A hexacampeã do Aberto dos EUA foi multada em 17.000 dólares pela Associação de Tênis dos Estados Unidos por seu comportamento.

“Carlos Ramos é um dos mais experientes e respeitados juízes de tênis. As decisões do sr. Ramos foram de acordo com as regras pertinentes e foram reafirmadas pela decisão do Aberto dos EUA de multar Serena Williams por três ofensas”, disse a ITF em comunicado nesta segunda-feira.

“É compreensível que este incidente lamentável e de grande destaque provoque debate. Ao mesmo tempo, é importante lembrar que o sr. Ramos cumpriu suas obrigações como árbitro de acordo com o livro de regras e agiu todas as vezes com profissionalismo e integridade.”

Reportagem de Shrivathsa Sridhar, em Bengaluru

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below