October 28, 2018 / 6:24 PM / 15 days ago

O encantador tailandês que fez fortuna e ganhou a maior liga do futebol

BANGKOK (Reuters) - Cervejas, tortas e orações budistas ajudaram a aproximar Vichai Srivaddhanaprabha dos torcedores do Leicester City antes mesmo que a equipe do bilionário tailandês se tornasse o mais improvável time campeão da Premier League inglesa.

Chair do Leicester City Vichai Srivaddhanaprabha aplaude fãs depois de jogo no King Power Stadium. 21/5/17. REUTERS/ Darren Staples

Ele saiu da obscuridade como um comerciante de artigos de couro para se tornar um amigo da realeza, jogando polo com membros da família real, e depois o improvável herói de uma cidade das East Midlands na Inglaterra. Mas ele foi uma vítima da tragédia assim que seu helicóptero caiu nos arredores do estádio de Leicester.

Uma fonte próxima ao clube disse que ele estava entre as cinco pessoas a bordo.

Vichai, de 60 anos, mostrou um talento especial para conquistar as pessoas com charme e generosidade. Ele navegou na agitação política tailandesa e garantiu concessão e isenção de impostos ao King Power, seu negócio de free shops que lhe rendeu uma fortuna estimada em quase 5 bilhões de dólares.

“Eu faço o que amo, então coloco amor em tudo o que faço”, disse Vichai em 2016, quando recebeu um título honorário da Universidade de Leicester.

Semanas depois, o Leicester City ganhou o título na liga de futebol mais valiosa do mundo, com o treinador italiano Claudio Ranieri no comando.

A conquista foi impressionante, já que a equipe havia iniciado a temporada com chances de 5.000 para um - e probabilidades muito maiores de rebaixamento.

Mais do que outros proprietários estrangeiros da Premier League, ele criou uma conexão pessoal próxima com o clube que adquiriu em 2010, quando o Leicester estava na Championship, a segunda divisão do Campeonato Inglês.

Vichai era budista dedicado e levava monges em vestes laranjas a Leicester para dar bênçãos e fornecer amuletos espirituais para ajudar a equipe.

Ele usou sua fortuna para contratar melhores jogadores e aumentar os salários deles, dando-lhes alicerce para se tornarem campeões. Ele também comprou cervejas e doces para recompensar a lealdade dos fãs no estádio King Power, que recebeu o nome de sua empresa.

Reportagem adicional de Panu Wongcha-um e Chayut Setboonsarng

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below