October 29, 2018 / 7:27 PM / 18 days ago

Hamilton diz já contemplar novas metas após quinto título

LONDRES (Reuters) - Lewis Hamilton admitiu que o recorde de 91 vitórias e sete títulos de Fórmula 1 de Michael Schumacher está em sua mira, mas minimizou a insinuação de que já pode ser o maior do esporte.

Hamilton no GP do México 28/10/2018 REUTERS/Henry Romero

O piloto da Mercedes conquistou seu quinto título no México no domingo, tornando-se somente o terceiro homem a fazê-lo desde que o campeonato teve início em 1950.

    “Ainda tenho coisas a conquistar, há muitas metas, muitas coisas pela frente”, disse o britânico aos repórteres depois de chegar em quarto lugar com uma vantagem inatacável a duas corridas do fim da campanha.

    “Michael ainda está muito à frente em corridas vencidas, então você tem que dizer que ele ainda é o maior de todos os tempos”.

“(Juan Manuel) Fangio, acho, é o padrinho e sempre será, da perspectiva de um piloto”.

    O falecido argentino conquistou todo seus cinco títulos nos anos 1950.

    Hamilton, de 33 anos, obteve quatro dos seus nos últimos cinco anos, e tem contrato com a campeã Mercedes para mais duas temporadas.

    A Mercedes também caminha para seu quinto título sucessivo de construtora, e existem todos os motivos para crer que será a favorita de novo no próximo ano.

No domingo o chefe da equipe, Toto Wolff, disse que Hamilton está pilotando melhor do que nunca.

    “Contanto que ele tenha um bom carro e continue a curtir da maneira como está curtindo hoje, acho que há mais pela frente”, disse o austríaco.

    Hamilton disse aos repórteres que ainda tem “aquele fogo intenso de quando tinha oito anos” e que continuará até que ele se apague.

    “Ninguém sabe se terei a chance de vencer mais, mas darei tudo para fazê-lo”, disse o campeão.

    Hamilton tem 71 corridas vencidas e uma média de 10 por temporada nos últimos quatro anos, o que o deixa bem encaminhado para alcançar o alemão caso a Mercedes continue lhe fornecendo um carro competitivo.

    “Ainda há um longo caminho, mas estarei aqui durante mais alguns anos, então espero ao menos chegar perto”, disse o britânico.

“Mas mesmo assim Michael foi um gênio na maneira como se implantou na Ferrari e no que fez com aquela equipe. Sempre serei seu fã”.

    O diretor técnico da Mercedes, James Allison, que trabalhou na Ferrari antes, disse que o desempenho de Hamilton foi “inigualável” e não vê motivo para 2019 ser diferente.

    “Ele já conseguiu cinco e é como se fosse o primeiro. Ele chega todo final de semana ardendo de desejo de estar à frente dos outros, e tenho certeza de que também será o mesmo na próxima temporada”.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below