February 27, 2019 / 9:53 PM / 9 months ago

Fifa deve rever regras para transferências de menores, diz presidente

ROMA (Reuters) - O presidente da Fifa, Gianni Infantino, declarou nesta quarta-feira que a entidade vai considerar mudanças nas regras de transferências de menores, após o Chelsea ser atingido por um banimento do mercado.

A equipe inglesa foi banida na última semana de assinar com qualquer atleta pelas próximas duas janelas de transferências, após ser considerada culpada por quebrar regras da Fifa quanto à contratação de jogadores estrangeiros menores de 18 anos.

As regras da Fifa apontam que jogadores de 18 anos ou menos só podem ser transferidos para fora de seus países se um de três critérios forem cumpridos: se os pais imigraram por razões não futebolísticas, se ambos os clubes são da União Europeia ou do Mercado Comum Europeu e o jogador tem de 16 a 18 anos de idade ou se o atleta vive dentro de 100 quilômetros do novo clube.

Times como Barcelona, Real Madrid e Atlético de Madrid também receberam banimentos nos últimos anos após quebrarem as regras e Infantino, falando em entrevista coletiva em Roma, disse que as regulações devem ser submetidas a nova avaliação.

“Há regras, regulamentações, e gostemos ou não, elas devem ser respeitadas enquanto estiverem aí”, declarou. “Estamos planejando rever as regras que regem os agentes porque achamos necessárias ajustá-las.”

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below