March 6, 2019 / 11:30 PM / in 7 months

United elimina PSG da Liga dos Campeões com pênalti no fim; Porto também avança

Jogadores do Manchester United comemoram no Parque dos Príncipes (França), a classificação para as quartas de final da Liga dos Campeões da Europa, enquanto os rivais do Paris St Germain Edinson Cavani and Marco Verratti lamentam a desclassificação. 6/3/2019 REUTERS/Benoit Tessier

PARIS (Reuters) - Com gol de Marcus Rashford no fim do jogo em pênalti assinalado após intervenção do árbitro de vídeo (VAR, na sigla em inglês), o Manchester United surpreendeu o Paris Saint-Germain fora de casa nesta quarta-feira e venceu por 3 x 1, para chegar às quartas de final da Liga dos Campeões da Europa graças aos gols marcados como visitante.

Nunca em 106 tentativas na maior competição de clubes do continente um time havia se classificado em um confronto de mata-mata após perder por 2 x 0 em casa, mas a penalidade de Rashford nos acréscimos fez com que a equipe de Ole Gunnar Solskjær avançasse da maneira mais dramática.

Os visitantes, severamente prejudicados por lesões, ficaram à frente por duas vezes no primeiro tempo, com gols de Romelu Lukaku. Entre os gols do belga, Juan Bernat igualou o marcador para o campeão francês.

O PSG estava avançando para a próxima fase com um 3 x 2 no agregado antes de o árbitro Damir Skomina apontar um pênalti para o United em toque de mão de Presnel Kimpembe, confirmado após longa avaliação do VAR, e Rashford converter a cobrança para empatar o confronto em 3 x 3 e levar o time inglês adiante pelos gols fora de casa.

OUTRO PÊNALTI COM VAR

Também com pênalti marcado com auxílio do VAR, após três minutos de análise e desta vez na prorrogação, o Porto bateu em casa a Roma por 3 x 1 e avançou às quartas de final da Liga.

Fernando caiu quando tentava completar chute de Maxi Pereira, e após análise no monitor à beira do campo, o árbitro julgou que sua camisa havia sido puxada por Alessandro Florenzi.

Alex Telles converteu o pênalti e deu ao Porto a vitória por 4 x 3 no agregado, depois de, no tempo normal, Tiquinho Soares ter colocado a equipe lusitana à frente, Daniele De Rossi igualado para os italianos em pênalti, e Moussa Marenga ter marcado novamente para os campeões portugueses.

Por Julien Pretot em Paris e Brian Homewood no Porto

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below