March 30, 2019 / 3:53 PM / 7 months ago

Alegações de abuso deixam time de futebol feminino do Afeganistão em frangalhos

CABUL (Reuters) - Alegações de abuso sexual de membros da seleção nacional feminina de futebol do Afeganistão por autoridades esportivas resultaram em não pagamento após patrocinadores retirarem seu apoio, insultos e pedidos de parentes para que suas filhas parem de jogar.

A Fifa suspendeu o chefe da Federação Afegã de Futebol e diversas outras autoridades em dezembro. A Federação Afegã chamou as alegações contra seu presidente, Keramuddin Keram, de “infundadas”.

O presidente afegão, Ashraf Ghani, ordenou uma investigação após o jornal britânico Guardian reportar, em novembro, que figuras sêniores relacionadas ao time feminino alegaram que algumas jogadoras haviam sido molestadas por autoridades federais.

O tratamento das jogadoras, mesmo aquelas que não alegaram abuso sexual, ilustra a complicada postura da cultura afegã em lidar com questões envolvendo tanto a sexualidade quanto a participação feminina nos esportes.  

A seleção feminina nacional foi formada apenas em 2010. Alguns afegãos conservadores são contra as mulheres praticarem esportes.

Desde que a investigação foi lançada, tantas jogadoras pararam de treinar que algumas partidas amistosas agendadas fora do Afeganistão foram canceladas, disse Arzu Rahimi, responsável, na federação, pelo futebol feminino.

Ao menos sete jogadoras fizeram alegações, embora não tenham sido identificadas publicamente.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below