May 8, 2019 / 8:29 PM / 6 months ago

Volta de times mexicanos à Libertadores é complicada, diz presidente da federação

Presidente da Federação Mexicana de Futebol, Yon de Luisa, durante entrevista coletiva na Cidade do México 07/01/2019 REUTERS/Daniel Becerril

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - A volta dos times mexicanos à Copa Libertadores é muito difícil, pelo fato de Conmebol e Concacaf não terem conseguido chegar a um acordo para isso, reconheceu nesta quarta-feira o presidente da federação local, Yon de Luisa.

O México deixou a Libertadores em 2016, por um problema de calendários entre a Conmebol e as entidades locais.

A Confederação Sul-americana de Futebol (Conmebol) adaptou um novo calendário para o torneio a partir de 2017, com a disputa durando todo o ano.

“Infelizmente, é complicado. Independente de a Federação Mexicana de Futebol e a Liga MX terem demonstrado nosso interesse esportivo, a realidade é que enquanto não houver um acordo entre a Conmebol e a Concacaf, não poderemos participar de torneios que não sejam de nossa região”, disse De Luisa em entrevista coletiva.

Os clubes mexicanos jogaram a Libertadores como convidados a partir de 1998, com Cruz Azul, Chivas Guadalajara e Tigres tendo alcançado a final e conquistado o vice-campeonato em 2001, 2010 e 2015, respectivamente.

Reportagem de Carlos Calvo Pacheco

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below