for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Procurador-geral da Suíça é alvo de investigação disciplinar após inquérito sobre a Fifa

Procurador-geral da Suíça, Michael Lauber 20/04/2018 REUTERS/Denis Balibouse

ZURIQUE (Reuters) - A agência que supervisiona os procuradores federais da Suíça pediu uma investigação disciplinar independente sobre o procurador-geral do país, Michael Lauber, devido a reuniões particulares com o chefe da Fifa, a entidade que governa o futebol, noticiou a emissora SRF nesta sexta-feira.

O escritório de Lauber está investigando vários casos de suposta corrupção envolvendo a Fifa, sediada em Zurique, que remontam a 2014. O inquérito criminal trata a Fifa como vítima, não como suspeita.

Lauber registrou duas reuniões com o atual presidente da Fifa, Gianni Infantino, dizendo que estas foram marcadas para ajudar a coordenar a investigação.

Mas reportagens sobre um terceiro encontro provocaram uma investigação preliminar da Agência de Supervisão do Escritório do Procurador-Geral, que disse que Lauber negou ter tido qualquer outra reunião do tipo no exercício do cargo.

O Parlamento suíço deve decidir no mês que vem se indica Lauber novamente para o cargo.

Por Brenna Hughes Neghaiwi

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up