for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Madri terá esquema de segurança recorde para final da Liga dos Campeões

Casal posa com troféu da Liga dos Campeões em Madri 27/05/2019 REUTERS/Juan Medina

MADRI (Reuters) - A cidade de Madri mobilizará um número recorde de policiais e agentes de segurança para a final da Liga dos Campeões entre Liverpool e Tottenham, no sábado, proibindo caminhões e drones para fazer frente a uma elevada ameaça de terrorismo e evitar problemas com torcedores, disseram autoridades nesta terça-feira.

As autoridades de Madri esperam que cerca de 67.800 torcedores compareçam à partida no estádio Wanda Metropolitano.

Por volta de 4.700 policiais e diversos drones cuidarão da segurança do evento, que autoridades classificam como de “alto risco”. Eles terão reforço da defesa civil, bombeiros e outros agentes que juntos representam a maior operação de segurança para qualquer evento esportivo na cidade.

Veículos pesados estarão proibidos de transitarem perto do estádio e de áreas designadas para torcedores por 24 horas a partir das 8h locais de sábado.

O nível de alerta antiterrorismo na Espanha está no nível 4 em uma escala de 5, o que implica um risco alto de ataque.

“As forças de segurança e agentes fizeram um trabalho enorme, exaustivo e excelente para que possamos desfrutar (da partida)”, disse Maria Paz Garcia-Vera, representante do governo regional de Madri, em entrevista à imprensa nesta terça-feira.

Ela disse que é importante separar os torcedores dos dois times o tempo todo. Os torcedores de cada equipe, portanto, chegarão em terminais aeroportuários diferentes e tomarão linhas de metrô diferentes para o estádio a partir de locais de concentração distintos na cidade.

A operação de segurança terminará quando a maioria dos torcedores tiver ido embora.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up