for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Pochettino destaca dificuldades do Tottenham em seu insano caminho à final

Coletiva de imprensa do técnico do Tottenham Hotspur, Mauricio Pochettino. 31/5/2019 UEFA/Pool via REUTERS

MADRI (Reuters) - O técnico do Tottenham, Mauricio Pochettino, destacou as dificuldades que seu time enfrentou para chegar à final da Liga dos Campeões, no sábado, contra o Liverpool, e admitiu que a sorte favoreceu a equipe na jornada.

Os Spurs avançaram ao mata-mata da competição com apenas oito pontos em seis jogos na fase de grupos, tendo dependido de um tropeço da Inter de Milão contra o PSV Eindhoven na última rodada para chegar à fase seguinte.

Nas quartas de final, o time se beneficiou de um impedimento limítrofe de Raheem Sterling, do Manchester City, marcado depois da revisão do árbitro de vídeo (VAR). Nas semi-finais sobreviveu depois de ficar em desvantagem em ambos os jogos contra o Ajax, com Lucas Moura anotando o gol decisivo de uma virada por 3 x 2 no último minuto dos acréscimos.

“Isso mostra o caráter e a competitividade do time, mas caminhamos em uma linha tênue, e por pequenas margens as coisas poderiam ter mudado para nós”, disse Pochettino a jornalistas nesta sexta-feira, no estádio Wanda Metropolitano, do Atlético de Madri, onde acontecerá a decisão.

“Se não fosse pelo VAR ou por nosso gol contra o Ajax, não estaríamos aqui. A análise é sempre injusta, o resultado a influencia demais, e fomos descritos como fenomenais por chegarmos até aqui, mas se não conseguíssemos, as pessoas diriam que somos os piores”, completou o técnico.

Reportagem de Richard Martin

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up