June 2, 2019 / 1:28 PM / 6 months ago

Neymar nega acusação de estupro em Paris

SÃO PAULO/RIO DE JANEIRO (Reuters) - O atacante Neymar negou a acusação de estupro feita por uma mulher de acordo com boletim de ocorrência visto pela Reuters, na qual ela alega que o crime foi cometido em um hotel de Paris.

A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo confirmou em nota que foi feita uma acusação e disse que o inquérito está sob sigilo, sem dar mais detalhes.

A acusação representa um novo golpe para o atacante, que tem tido problemas em meio a incidentes de disciplina.

Neymar publicou um longo vídeo em sua página no Instagram, no qual nega todas as acusações contra ele, afirmando ser vítima de extorsão e lamentando a dor causada a ele e sua família. Ele também compartilhou mensagens de Whatsapp trocadas com a suposta vítima, incluindo fotos que ela enviou a ele.

“Estou sendo acusado de estupro”, diz ele no vídeo. “Quem me conhece sabe do meu caráter e da minha índole, e sabe que eu jamais faria uma coisa desse tipo...O que aconteceu foi totalmente o contrário do que falam.”

Os representantes de Neymar direcionaram a Reuters a seu comunicado oficial, acusando um advogado de São Paulo que supostamente representa a vítima de tentar extorquir o jogador. A Reuters não conseguiu determinar a identidade do advogado nem obter comentários sobre a alegação de extorsão.

“Diante do infeliz, ilegal e ultrajante acontecimento, repudiamos completamente as injustas acusações e, sobretudo, a exposição na imprensa de uma situação extremamente negativa”, diz o comunicado. “Todas as provas da tentativa de extorsão e da inexistência de estupro serão apresentadas à Autoridade Policial oportunamente.

Em entrevista à TV Band, o pai do jogador, Neymar da Silva Santos, disse que os momentos atuais são difíceis e que Neymar é alvo de uma “armadilha”.

“Se a opinião pública não estiver bem esclarecida, se a gente não conseguir mostrar a verdade rapidamente, vira uma bola de neve. Se a gente tiver que expor o WhatsApp do Neymar e as conversas com essa moça, nós vamos expor, porque está claro que foi uma armadilha”, disse.

De acordo com o boletim de ocorrência visto pela Reuters, a mulher que acusa Neymar, e que não tem o nome revelado no documento, afirma ter conhecido o jogador pelas redes sociais e que Neymar sugeriu que eles se encontrassem em Paris, onde ele joga pelo Paris St Germain.

Um assistente de Neymar enviou a ela passagens de avião e em 15 de maio ela chegou ao hotel Sofitel Paris Arc Du Triomphe.

“A vítima afirma que na mesma data (15 de maio), Neymar chegou por volta das 20h no hotel, aparentemente embriagado, começaram a conversar, trocaram ‘carícias’, porém em determinado momento, Neymar se tornou agressivo, e mediante violência, praticou relação sexual contra a vontade da vítima”, afirma o boletim de ocorrência.

O hotel Sofitel não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

A mulher disse à polícia que voltou ao Brasil dois dias depois sem ir à polícia francesa porque estava emocionalmente abalada e com medo de registrar os fatos em outro país, de acordo com o boletim.

Neymar está atualmente em Teresópolis, no Rio de Janeiro, treinando com a seleção brasileira para a Copa América.

O Paris St Germain, clube de Neymar, não respondeu imediatamente aos pedidos de comentários. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) recusou-se a comentar.

Reportagem adicional de Julien Pretot e Sarah White em Paris

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below