June 6, 2019 / 3:22 PM / 4 months ago

Médico e dois técnicos russos banidos por doping seguem atuando nos esportes

KURSK, Rússia (Reuters) - Três anos atrás, o treinador de atletismo russo Vladimir Mokhnev foi suspenso por 10 anos pelo Tribunal Arbitral do Esporte (CAS), organismo judicial do esporte global, por dar drogas de melhoria de desempenho proibidas a membros da equipe nacional de atletismo.

Atleta pratica salto com vara 23/05/2019 Kirby Lee-USA TODAY Sports

Mokhnev violou regras antidoping internacionais, decidiu a corte. Seu nome foi retirado da relação de integrantes da equipe nacional e acrescentado a uma lista de pessoas suspensas compilada pela Agência Mundial Antidoping (Wada).

“Fui suspenso”, disse Mokhnev, que negou seu envolvimento com doping, em uma coletiva de imprensa de 23 de junho de 2017. “Como posso trabalhar?”

No dia 16 de maio deste ano, um repórter da Reuters viu Mokhnev em um estádio de atletismo da cidade de Kursk dando instruções a sete corredores, registrando o tempo de suas voltas na lateral da pista e entrando na pista a certa altura durante um aquecimento para orientar um atleta.

O Código Mundial Antidoping da Wada —que todos os signatários, incluindo a Rússia, se comprometem a respeitar— afirma que treinadores suspensos e outros funcionários de apoio aos atletas não têm permissão de “participar em nenhuma função” de competições ou atividades ligadas ao esporte de elite.

Os atletas tampouco podem receber treinamento, estratégias, conselhos nutricionais ou médicos de treinadores ou pessoal médico suspensos e podem sofrer sanções se o fizerem, segundo o código.

Pela lei criminal ou administrativa russa, porém, não se trata de uma obrigação legal.

A Associação Internacional de Federações de Atletismo (Iaaf) se reúne neste final de semana em Mônaco, onde debaterá a situação da federação atlética da Rússia. A entidade que supervisiona o atletismo no país está suspensa desde 2015 porque um inquérito encomendado pela Wada encontrou indícios de doping generalizado.

Apesar das restrições, Mokhnev e um segundo treinador de atletismo, que também foi afastado por doping, continuam envolvidos em treinamentos, revelou a Reuters.

Além deles, Sergei Portugalov, que foi a principal autoridade médica da federação atlética, foi banido pelo resto da vida pelo CAS em 2017 por violações de doping – mas a Reuters descobriu que, desde então, ele deu conselhos de nutrição e treinamento em palestras em uma academia de Moscou.

Reportagem adicional de Anton Zverev, Christian Lowe e Anton Kolodyazhnyy

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below