for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Argélia conquista Copa Africana de Nações com gol fortuito no início do jogo

Jogadores da seleção da Argélia comemoram título da Copa das Nações Africanas 19/07/2019 REUTERS/Suhaib Salem

CAIRO (Reuters) - A Argélia conquistou a Copa Africana de Nações pela segunda vez nesta sexta-feira, quando um estranho gol no segundo minuto de jogo, marcado por Baghdad Bounedjah, a garantiu uma vitória por 1 x 0 sobre Senegal na decisão.

Bounedjah surpreendeu os Leões da Teranga com um chute que desviou em Salif Sane, tomou grande altura e encobriu o goleiro Alfred Gomis para morrer nas redes.

Depois do gol, a Argélia, que cometeu 32 faltas de acordo com as estatísticas oficiais da partida, permaneceu retrancada, em um jogo que certamente não se tornou um clássico, mas contou com tensão e emoção.

Senegal, derrotado por Camarões na única final que já havia disputado do torneio, em 2002, teve um pênalti marcado a seu favor devido a um toque de mão no segundo tempo, mas a decisão foi revogada após revisão do árbitro de vídeo (VAR, na sigla em inglês).

O apito final provocou celebrações selvagens em meio ao grande número de torcedores argelinos que viajaram para assistir à decisão --um encerramento adequado para um torneio que, pela primeira vez contando com 24 seleções, produziu uma boa dose de drama, mesmo que às vezes faltasse qualidade.

Por Brian Homewood

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up