for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

“Estou feliz que acabou”, diz Hamilton, após pesadelo no GP da Alemanha

HOCKENHEIM, Alemanha (Reuters) - Lewis Hamilton teve um Grande Prêmio da Alemanha para esquecer, neste domingo, transformando a comemoração de 200 corridas e 125 anos nos esportes a motor da Mercedes em um pesadelo.

O pentacampeão mundial foi da pole position para o último lugar, em uma tarde caótica na qual o britânico acertou o muro e rodou antes de terminar em 11º lugar na corrida vencida por Max Verstappen, da Red Bull.

“Foi um dia ruim. Um fim de semana ruim. Não há muito a dizer. Foi provavelmente o pior dia que eu tive no trabalho em muito, muito tempo”, disse Hamilton.

“Você vive e aprende. Eu não sei realmente o que aconteceu, para ser honesto, mas estou feliz que acabou”, acrescentou o piloto de 34 anos.

“Acertar o muro não ajudou e depois colocar pneus lisos não ajudou… foi apenas uma combinação de coisas”.

A única boa notícia para Hamilton foi que o seu companheiro e mais próximo rival Valtteri Bottas abandonou a prova, mantendo a distância entre os dois em 39 pontos

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up