September 11, 2019 / 5:16 PM / 2 months ago

França tira EUA da disputa por medalhas do Mundial de Basquete

PEQUIM (Reuters) - A França causou a maior surpresa do Campeonato Mundial de Basquete na China ao derrotar o atual campeão Estados Unidos por 89 a 79 e chegar às semifinais do torneio de 32 nações, nesta quarta-feira.

Francês Rudy Gobert ataca a cesta em partida contra os EUA no Mundial de Basquete da China 11/09/2019 REUTERS/Kim Kyung-Hoon

A França enfrentará a Argentina na sexta-feira em busca de uma vaga na decisão de domingo, e a Espanha, campeã em 2006, vai a encarar a Austrália, que derrotou a República Tcheca por 82 a 70 na outra partida de quartas de final do dia.

Os EUA, favoritos à conquista de seu terceiro título mundial sucessivo e sexto no geral, ficaram fora da briga por medalhas pela primeira vez desde o torneio de 2002 em Indianápolis e participarão da disputa do quinto ao oitavo lugar.

Os norte-americanos foram derrotados pela antiga Iugoslávia nas quartas de final daquele torneio e agora confrontarão os sérvios, que eram considerados seus rivais mais prováveis na disputa pela medalha de ouro neste ano.

Como 17 de seus principais jogadores da NBA desistiram antes da competição na China, os EUA careceram de profundidade no elenco, mas o técnico Gregg Popovich, vencedor de cinco títulos da NBA com o San Antonio Spurs, se recusou a dar desculpas.

“É uma ideia desrespeitosa sequer tocar nesse assunto”, disse Popovich em uma coletiva de imprensa.

“Dizer ‘ei, vocês estavam sem este ou aquele’ é desrespeitoso com a França ou qualquer outro do torneio. A França nos derrotou”.

“Não importa quem está no time. Eu não poderia estar mais orgulhoso destes 12 caras que sacrificaram seu verão e nunca haviam jogado juntos”.

“Eles entraram na arena e competiram. Merecem crédito por isso, assim como a França merece crédito por vencer. Não é questão de ‘os Estados Unidos não tinham os outros caras’. Não existe isso de ‘os outros caras’”.

Depois de conseguir uma vitória sofrida de 93 a 92 sobre a Turquia, na prorrogação, na fase de grupos, o time norte-americano não conseguiu escapar de uma seleção francesa atlética que o dominou em todos os aspectos.

O único lado positivo da competição para os EUA é que o time se classificou para a Olimpíada de Tóquio de 2020, ao lado de Austrália, Argentina, Espanha, França, Irã e Nigéria.

O Japão ganhou uma vaga automática por sediar o evento, e quatro outras nações completarão os 12 times após os torneios pré-olímpicos do ano que vem.

Por Zoran Milosavljevic

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below