for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Mais de 1.000 torcedores desafiam preocupações com vírus para ver jogo em Belarus

Partida Dynamo Brest x Isloch Minsk pela liga de Belarus 12/04/2020 REUTERS/Vasily Fedosenko

BREST, Belarus (Reuters) - Mais de 1.000 torcedores aplaudiram, cantaram e se abraçaram durante partida da principal liga de futebol de Belarus, no domingo, apesar dos apelos de um número crescente de torcedores para boicotar as partidas devido à pandemia de coronavírus.

Belarus é o único país da Europa que ainda tem uma liga nacional de futebol em andamento, o que a torna um improvável atrativo para torcedores do exterior que estão ávidos por jogos.

Ao optar por permanecer aberta, a liga seguiu o exemplo do presidente Alexander Lukashenko, que resistiu à imposição de rigorosas medidas de isolamento e receitou soluções variadas, como beber vodka ou dirigir tratores, para combater a pandemia.

Muitos torcedores optaram por ficar longe dos estádios, porém mais de 1.000 assistiram ao confronto entre FC Dynamo Brest e Isloch Minsk, um dos três jogos disputados na liga no domingo. Apenas um número relativamente pequeno de pessoas foi visto usando máscaras.

O atual campeão Brest venceu por 3 x 1 e ficou em terceiro na classificação após quatro partidas.

O clube lançou anteriormente uma solução inovadora para diminuir o público -- colocando manequins com fotos de torcedores nas arquibancadas.

Belarus possui até agora 2.919 casos confirmados e 29 mortes pelo novo coronavírus.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) pediu às autoridades de Belarus para adotarem medidas mais rígidas para conter o coronavírus, dizendo no sábado que a pandemia estava entrando em uma nova fase “preocupante” no país.

Reportagem de Vasily Fedosenko

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up