April 13, 2020 / 10:48 PM / 4 months ago

CBF diz que reinício do futebol nacional em maio é apenas uma esperança

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) classificou nesta segunda-feira como apenas uma “esperança” a possibilidade de reinício dos campeonatos nacionais em maio, enquanto as federações regionais estudam a possibilidade de retomada dos estaduais no mês que vem, após paralisação provocada pelo coronavírus.

Hospital de campanha erguido no gramado do estádio do Pacaembu, em São Paulo 31/03/2020 REUTERS/Rahel Patrasso

A CBF interrompeu suas competições em março, atendendo recomendações de autoridades locais e internacionais de saúde em favor do isolamento social para evitar as concentrações de pessoas típicas das partidas de futebol.

O secretário-geral da CBF, Walter Feldman, que é médico e está isolado com a família em casa em São Paulo, é um defensor do distanciamento social e afirmou que a entidade está mais preocupada no momento com a preservação de vidas do que com a retomada das competições.

Segundo ele, a volta das competições nacionais só ocorrerá quando houver aval das autoridades médicas.

“Só tomaremos qualquer decisão à medida que a autoridade pública de saúde orientar nesse sentido. Sem essa orientação, nenhuma possibilidade de voltar, mesmo que esteja tudo pronto e preparado”, disse Feldman à Reuters por telefone.

“Nosso mantra é agir em nome da saúde, da responsabilidade e da segurança. Acreditamos no isolamento e no distanciamento social, nas recomendações da OMS (Organização Mundial da Saúde) e nada será feito sem orientação das autoridades”.

Como os dados oficiais da pandemia mostram uma trajetória de aceleração com perspectiva de pico da doença no final de abril, Feldman afirmou que pensar numa retomada do futebol nacional em maio é apenas uma esperança, e não pode ser encarada como uma expectativa.

“Há esperanças, mas cada dia é um dia para essa doença. Maio é possível? Eu diria que é uma esperança, mas não dá para dizer que é uma expectativa”.

As federações estaduais debatem a possibilidade de uma retomada dos campeonatos regionais em maio, provavelmente com portões fechados. As entidades têm autonomia para reiniciar suas competições mesmo sem o aval da CBF, mas o diretor da entidade afirmou que espera uma visão “consensual” sobre problemas e soluções para o futebol brasileiro.

“Achamos que ninguém pode voltar suas atividades antes que as autoridades de saúde orientem. A voz delas é determinante para qualquer decisão”, afirmou.

Apesar da falta de garantia de quando as competições serão reativadas, por enquanto a CBF não cogita a possibilidade de enxugar o Campeonato Brasileiro, que estava previsto inicialmente para começar em maio e terminar em dezembro.

Um questão considerada inevitável pelo secretário da CBF é a redução de salários do mundo do futebol.

“Vamos ter que radicalizar diálogos e conversas por que não dá para num processo de crise ter divergências... tentamos mecanismos de acordo coletivo e consenso e se não houver os clubes vão ter que tomar decisão em nome da solvência dos clubes”, disse.

“Todos terão prejuízo nessa crise, isso é inexorável. Não dá para imaginar que alguém vai ser ileso. Todo mundo tem que abrir mão e os atletas também.”

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below