for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Organizar Tour de France em 2020 é vital para o esporte, diz diretor da competição

Atletas participam do Tour de France em Paris 28/07/2019 REUTERS/Gonzalo Fuentes/File Photo

PARIS (Reuters) - A realização do Tour de France este ano é fundamental para o ciclismo de estrada, apesar da pandemia de coronavírus, disse o diretor da corrida, Christian Prudhomme, nesta quarta-feira.

A União Internacional de Ciclismo (UCI), que governa o esporte, anunciou que o Tour, programado inicialmente para 27 de junho a 19 de julho, será realizado de 29 de agosto a 20 de setembro em meio a medidas para conter o surto de coronavírus.

“Começamos a conversar sobre adiamento com políticos locais em 18 de março - um dia após a determinação de isolamento na França”, disse Prudhomme em entrevista à Reuters.

“Todos no mundo do ciclismo apoiaram a ideia, mesmo aqueles que normalmente não gostam de nós. Algumas equipes disseram que teriam que fechar sem o Tour em 2020. O Tour é a base do calendário revisado.”

Os patrocinadores geralmente investem em equipes de ciclismo pela ampla exposição na TV e o Tour de France é um dos eventos mais assistidos no mundo, depois dos Jogos Olímpicos e da Copa do Mundo de futebol.

Sem corridas de elite antes de agosto, as equipes e os patrocinadores do ciclismo foram afetados drasticamente pelo coronoavírus, que infectou mais de 2 milhões de pessoas em todo o mundo e paralisou o mundo do esporte.

A rota do Tour permanecerá 99% inalterada com a Grand Depart de Nice e o tradicional final na Champs-Élysées em Paris.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up