for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Neymar e outros jogadores se unem a campanha da CBF para ajudar afetados pelo coronavírus

Neymar 10/10/2019 REUTERS/Feline Lim

(Reuters) - Um grupo de importantes jogadores e técnicos do país uniu forças com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para doar 5 milhões de reais a famílias que enfrentam dificuldades econômicas devido à pandemia de coronavírus.

Entre os 57 jogadores e membros de comissão técnica estão Neymar, Alisson e Daniel Alves. Eles doaram 2,5 milhões de reais e a CBF dobrou a contribuição, segundo a entidade.

“Neste momento tão difícil, muitas famílias estão precisando de ajuda, da nossa ajuda”, disse Neymar em um vídeo postado no site da CBF.

O dinheiro será destinado a três organizações que trabalham nas favelas do país e é suficiente para fornecer alimentos e produtos sanitários para 32.000 famílias por dois meses, disse o presidente da CBF, Rogério Caboclo.

O técnico Tite e os jogadores incentivaram os torcedores a doar e atletas de outros esportes a participarem da campanha.

A CBF, que teve seus três últimos presidentes antes de Caboclo envolvidos no escândalo de corrupção da Fifa, informou que a distribuição do dinheiro arrecadado será supervisionada pelos consultores da EY, que ofereceram seu trabalho de graça.

A iniciativa acontece na semana seguinte que alguns ex-jogadores de destaque, como Dunga, Zico e Paulo Roberto Falcão, arrecadaram milhões através de suas próprias campanhas.

Até agora, o Brasil registrou 43.079 casos de Covid-19, com 2.741 mortes, os números mais altos da América do Sul.

Por Andrew Downie

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up