for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Fifa liberará U$150 milhões a associações devido à pandemia de Covid-19

04/09/2018. REUTERS/Arnd Wiegmann

(Reuters) - A Fifa liberará fundos operacionais de 2019 e 2020 que chegam a 150 milhões de dólares para suas associações filiadas, o primeiro passo de um plano de auxílio para ajudar a compensar o golpe econômico da pandemia de Covid-19, comunicou a entidade global do futebol nesta sexta-feira.

Cada uma das 211 associações filiadas receberá 500 mil dólares nos próximos dias, além de quaisquer direitos remanescentes de 2019 e 2020, acrescentou a Fifa.

O surto de coronavírus paralisou o futebol, e os times estão tendo dificuldade para lidar com a perda de receita.

“A pandemia traz desafios inéditos para toda a comunidade do futebol e, como entidade mundial, é tarefa da Fifa se fazer presente e apoiar aqueles que estão passando por necessidades agudas”, disse o presidente da Fifa, Gianni Infantino.

“Isto começa com a disponibilização de assistência financeira imediata às nossas associações-membros, muitas das quais estão passando por uma dificuldade financeira grave”.

“Este é o primeiro passo de um plano de auxílio financeiro abrangente que estamos desenvolvendo para reagir à emergência em toda a comunidade do futebol”.

A Fifa disse que liberará de imediato a segunda parcela dos fundos operacionais de 2020, originalmente programada para julho e que em circunstâncias normais as associações-membros só receberiam na íntegra após o cumprimento de critérios específicos.

“Esta assistência financeira imediata deveria ser usada para mitigar o impacto financeiro do Covid-19 no futebol nas associações-membros, a saber, para cumprir obrigações financeiras ou operacionais que elas possam ter com funcionários e outras terceiras partes”, disse a Fifa.

Por Arvind Sriram em Bengaluru

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up