for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Ross Brawn prevê teste positivo de Covid na F1 em algum momento

SPIELBERG, Áustria (Reuters) - O diretor-gerente de automobilismo da Fórmula 1, Ross Brawn, alertou contra a complacência depois de milhares de testes negativos para Covid-19, dizendo no sábado que provavelmente haverá um positivo em algum momento.

O último lote de 4.566 testes realizados no circuito austríaco Red Bull Ring entre 3 e 9 de julho foi negativo, assim como os 4.032 anteriores feitos entre 26 de junho e 2 de julho.

O Grande Prêmio da Austrália em 15 de março, que seria o início da temporada, foi cancelado depois que um funcionário da McLaren testou positivo, mas o esporte criou um sistema que permite que as corridas continuem se isso acontecer novamente.

“O conceito de biosfera, a grande bolha e cada equipe é dividida em pequenas bolhas ... teremos um resultado positivo em algum momento, mas esperamos poder controlá-lo e minimizar o risco”, disse Brawn à Sky Television.

“Bata na madeira, estamos bem até agora, mas não podemos ser complacentes”, completou.

O Grande Prêmio da Estíria, no domingo, é a segunda etapa da temporada após a primeira corrida austríaca no mesmo circuito no último final de semana.

A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) fez um alerta à Ferrari nesta semana, depois que os pilotos Sebastian Vettel e Charles Leclerc se misturaram com pessoas de fora de seu grupo imediato.

O código Covid-19 da FIA afirma que qualquer tempo gasto fora de um local fechado “deve ser gasto com outros membros do mesmo grupo, mantendo a interação mínima com pessoas de fora desse grupo”.

Reportagem de Alan Baldwin em Londres

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up