for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Ferrari e McLaren estão prontas para assinar novo contrato na F1

GP da Áustria 05/07/2020 REUTERS/Leonhard Foeger/Pool

(Reuters) - Ferrari e McLaren, historicamente as duas equipes mais bem-sucedidas da Fórmula 1, sinalizaram nesta sexta-feira que estão prontas para assinar um novo ‘Acordo Concorde’ que rege o futuro do esporte.

O contrato comercial atual, que estabelece os termos sob os quais as equipes competem e a participação nas receitas, expira no final de 2020 e o novo terá vigência até 2026.

“No que diz respeito à Ferrari, estamos prontos para assinar. Gostaríamos de assinar, acho que em breve”, disse Mattia Binotto, chefe da equipe, em entrevista coletiva em vídeo no Grande Prêmio da Hungria.

“Olhar para o futuro com clareza é importante. Portanto, alguns estão prontos para assinar”, acrescentou.

“Estamos felizes, porque sabemos que a F1 entendeu a importância do papel da Ferrari na Fórmula 1. Isso foi fundamental para nós e, portanto, estamos satisfeitos com isso.”

O acordo recebeu o nome do contrato original de 1981 que foi negociado na sede da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), na Place de la Concorde, em Paris.

O executivo-chefe da McLaren Racing, Zak Brown, afirmou que o novo acordo assegura “uma base sólida para sustentabilidade, crescimento e sucesso da Fórmula 1 e de todos os seus acionistas”.

“A McLaren Racing está totalmente comprometida com a Fórmula 1 e estamos prontos para assinar este novo contrato iminentemente”, acrescentou o norte-americano.

O CEO da Fórmula 1, Chase Carey, disse em maio que as negociações sobre um novo Acordo Concorde estavam em segundo plano devido a uma crise que atingiu as equipes e o esporte financeiramente.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up