July 23, 2020 / 6:49 PM / 18 days ago

Chefe da WTA espera que Palermo abra caminho para outros torneios em 2020

Eslovena Polona Hercog se prepara para sacar durante partida contra Simona Halep em Eastbourne, no Reino Unido 26/06/2019 Action Images via Reuters/Andrew Couldridge

MUMBAI (Reuters) - O chefe da WTA, Steve Simon, admite ansiedade pela volta do circuito feminino de tênis na Sicília, no próximo mês, e espera que o Aberto de Palermo forneça um plano para as operações dos torneios em meio à pandemia de Covid-19.

O torneio feminino no saibro, que será realizado na capital da Sicília a partir de 3 de agosto, será o primeiro da WTA ou da ATP desde que o tênis foi paralisado no começo de março por causa do surto do novo coronavírus.

“Eu diria que há definitivamente uma empolgação em voltar a fazer o que amamos”, disse à Reuters o presidente da WTA por videochamada dos Estados Unidos.

“Obviamente, foi muito trabalho árduo feito pelos promotores de torneios e pela equipe para nos levar a esse estágio. Então, estamos entrando nisso com grandes esperanças.”

“E esperamos encontrar uma solução que permita ao tênis operar neste ambiente”, completou.

Simon disse que o circuito feminino está planejando organizar o maior número possível de torneios em 2020.

“Acho que nossos três primeiros eventos —Palermo, Praga e Lexington (EUA)— certamente criarão esse caminho para nós”, afirmou.

“Esses três torneios vão acontecer, a menos que recebamos um aviso de última hora do governo ou de autoridades médicas locais.”

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below