for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Tóquio-2020 deve ser simples e segura, diz vice-presidente do COI

John Coates durante reunião do COI em Lausanne 10/01/2020 REUTERS/Denis Balibouse

SYDNEY (Reuters) - O vice-presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), John Coates, reiterou que Tóquio deve realizar uma Olimpíada simplificada no próximo ano, com a saúde e a segurança dos atletas como a consideração mais importante no planejamento.

Coates chefia a Comissão de Coordenação do COI para os Jogos de Tóquio-2020, que foram adiados para 2021 por causa da pandemia global de Covid-19.

“A boa notícia é que todas as 42 instalações dos Jogos ... foram resseguradas. O cronograma da competição é o mesmo”, escreveu o vice-presidente do COI no Daily Telegraph, de Sydney, na sexta-feira, um dia após a contagem regressiva de um ano para a cerimônia de abertura.

“Mas precisamos reduzir o impacto do custo do adiamento e simplificar os Jogos para garantir que eles possam ser organizados de maneira eficiente, segura e sustentável neste novo contexto.”

“Com um ano pela frente, não há uma imagem clara de qual será a forma dos Jogos simplificados. A situação com a Covid-19, tanto nacional quanto internacionalmente, está mudando constantemente”, completou o australiano.

Coates escreveu que implementar medidas de enfrentamento ao coronavírus não é tarefa fácil, mas saudou o compromisso de alto nível do governo japonês, do governo regional de Tóquio e do comitê organizador dos Jogos em fazê-lo.

“O COI e nossos parceiros japoneses ... estão fazendo tudo ao seu alcance para garantir que não apenas os Jogos sigam em frente no próximo ano, mas os atletas permaneçam em primeiro lugar em todo o nosso planejamento”, acrescentou.

Reportagem de Nick Mulvenney

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up