for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Jogador do Tottenham diz estar cansado de polícia o parar para perguntar se carro é roubado

Danny Rose, do Tottenham, durante partida contra o Liverpool pelo Campeonato Inglês 11/01/2020 Action Images via Reuters/Matthew Childs

(Reuters) - O lateral-esquerdo do Tottenham Hotspur Danny Rose disse que está cansado da discriminação racial por ser regularmente parado pela polícia e questionado se seu carro é roubado.

O jogador inglês de 30 anos afirmou que teve experiências semelhantes nos últimos 15 anos.

“A última vez, na semana passada, quando eu fui até a casa da minha mãe, coloquei o carro em um estacionamento e o motor estava desligado”, contou ele ao podcast Second Captain.

“A polícia entrou e eles estavam em uma van, três carros da polícia e me interrogaram. Eles disseram que tinham um relato de que um carro não estava sendo dirigido corretamente.”

“E eu: ‘Então, por que com o meu carro?’ Mostrei minha carteira de identidade e eles me deram um bafômetro. É apenas uma daquelas coisas que acontecem comigo. Toda vez é: ´Este carro é roubado? De onde você o tirou? Você pode provar que comprou este carro?’”.

Rose disse que esses incidentes o deixaram cético quanto às perspectivas de mudanças duradouras.

“Eu simplesmente desisti de esperar que as coisas mudem, porque essa é a mentalidade de algumas pessoas em relação ao racismo”, completou ele.

Rose disse no ano passado que mal podia esperar para deixar o futebol, porque ele já tinha bastante experiência com racismo no esporte.

Reportagem de Arvind Sriram em Bengaluru

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up