for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Ferrari, McLaren e Williams renovam contrato com F1 até 2025

LONDRES (Reuters) - As três equipes mais antigas e historicamente mais bem-sucedidas da Fórmula --Ferrari, McLaren e Williams-- se comprometeram com a categoria ao menos até o final de 2025 nesta terça-feira ao assinarem o novo “Pacto de Concórdia”.

Box da Ferrari durante Grande Prêmio da Espanha de Fórmula 1 16/08/2020 FIA/Divulgação via REUTERS

Esta terça-feira é o primeiro dia em que as 10 equipes podem assinar com a Liberty Media, a detentora dos direitos da modalidade, e a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) e a McLaren foi a primeira a confirmar que o fez, seguida pelas rivais italiana e inglesa.

O prazo final é o final do mês.

“Este é o acordo certo no momento certo para o esporte, proprietários, equipes e, acima de tudo, os torcedores”, disse o executivo-chefe da McLaren Racing, Zak Brown, em um comunicado.

“Um esporte mais igualitário é melhor para todos: um equilíbrio maior na divisão das receitas entre todas as equipes e uma governança mais clara e simples que desconsidera interesses escusos e coloca o esporte em primeiro lugar.”

O executivo-chefe da Ferrari, Louis Camilleri, disse ter se tratado de um passo importante para garantir a estabilidade e o crescimento da categoria.

As finanças da F1 foram atingidas duramente pela pandemia de Covid-19, já que por ora as corridas acontecem sem espectadores e algumas, como o emblemático Grande Prêmio de Mônaco, foram canceladas.

“Estamos muito confiantes de que a colaboração com a FIA e a Liberty Media pode tornar a Fórmula 1 ainda mais atraente e espetacular, preservando ao mesmo tempo sua condição de desafio tecnológico definitivo”, disse Camilleri em um comunicado.

A Ferrari é a única equipe a ter disputado todas as temporadas da categoria desde a primeira em 1950 e conquistou 16 títulos de construtores e 15 de pilotos.

A Williams, que é a terceira equipe mais antiga e vencedora da modalidade, mas passa por tempos difíceis, disse que o novo acordo é “vitalmente importante” e representa “uma oportunidade significativa para a Williams continuar em nossa jornada de volta para a frente do grid”.

A atual campeã Mercedes também deve assinar em breve, após uma relutância inicial.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up