4 de Março de 2008 / às 13:31 / 10 anos atrás

Fórmula 1 dá passo no escuro com novos pilotos e circuitos

Por Alan Baldwin

<p>Foto de arquivo mostra maquete do circuito de rua que receber&aacute; a primeira corrida noturna da F&oacute;rmula 1, em Cingapura, este ano. Photo by Vivek Prakash</p>

LONDRES (Reuters) - A Fórmula 1 dará um passo no escuro nesta temporada com novos pilotos e novas corridas, incluindo a primeira na história da categoria a ser realizada de noite, em Cingapura.

O grande prêmio sob luz artificial que acontece no final de setembro, em circuito de rua, será um dos pontos altos da temporada com 18 etapas, que começa na Austrália, em 16 de março.

Montada sobre ruas públicas ao redor da área da baía de Marina, a pista será quatro vezes mais clara do que um estádio típico, de acordo com os organizadores.

Quase 1.500 refletores ligados por 108 km de cabos produzirão luz suficiente para as exigência da televisão em alta definição.

Os pilotos, que chegaram a levantar dúvidas sobre a segurança e visibilidade de uma prova noturna, estão, em geral, tranquilos com a novidade.

“Nunca disputei uma corrida noturna antes, então é um desafio novo para todo mundo, para os pilotos e mecânicos e para a FIA (Federação Internacional de Automobilismo)”, disse o italiano Jarno Trulli, da Toyota.

“Espero que se leve em conta que a segurança é a coisa mais importante, e se tivermos luz suficiente, fico contente por correr em qualquer lugar”, acrescentou o piloto.

Mônaco, a mais charmosa prova do calendário desde o começo do campeonato, em 1950, terá a companhia da cidade espanhola de Valencia como as duas provas de rua na Europa. Valencia estréia na categoria no final de agosto.

Hockenheim substitui Nuerburgring como palco do GP da Alemanha, enquanto o GP dos EUA, em Indianápolis, deixa o calendário, pelo menos para este ano.

NELSINHO ESTRÉIA

Dois pilotos, o brasileiro Nelsinho Piquet e o francês Sebastien Bourdais, estrearão na categoria em Melbourne, enquanto os alemães Timo Glock e Sebastian Vettel começarão pela primeira vez uma temporada como titulares, assim como o japonês Kazuki Nakajima.

Bourdais, companheiro de equipe de Vettel na Toro Rosso, será o primeiro piloto francês a iniciar uma temporada desde a aposentadoria de Olivier Panis, em 2004.

O piloto, nascido em Le Mans, venceu a ChampCar dos Estados Unidos nos últimos quatro anos.

“Até agora, Sebastien tem feito um bom trabalho”, disse o chefe da equipe, Franz Toast, no site oficial da Toro Rosso, que corre com motores Ferrari.

“Ele precisa se acostumar ao ritmo de um fim de semana da F1 e os primeiros grandes prêmios não serão fáceis para ele. Mas espero que ele esteja correndo na frente a partir da quinta ou sexta corrida.”

Nelsinho, que se junta ao alemão Nico Rosberg como segundo filho de campeão no grid de largada, foi promovido das categorias de base da Renault e será parceiro do bicampeão mundial Fernando Alonso.

O brasileiro, de 22 anos, afirma que está pronto para o desafio e espera aprender o máximo com Alonso, em uma equipe que não ganhou nada ano passado, apesar de ter sido campeã em 2005 e 2006.

“Ele tem muita experiência na F1, ele conhece os circuitos e conquistou dois títulos. Ele é a referência perfeita”, disse Nelsinho sobre Alonso. “Acho que ele vai me ajudar a melhorar, e acho que juntos podemos fazer um bom trabalho para a equipe.”

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below