5 de Agosto de 2008 / às 14:20 / em 9 anos

Suspeitos de ataque "seguem a Jihad", diz autoridade chinesa

Por Emma Graham-Harrison

KASHGAR, China (Reuters) - Um taxista e um vendedor de vegetais acusados de matar 16 pessoas no oeste da China poucos dias antes da Olimpíada eram extremistas religiosos que seguiam a “jihad”, disse uma importante autoridade nesta terça-feira.

As provas do ataque também ligam os dois homens a grupos separatistas violentos que queriam atrapalhar os Jogos, disse Shi Dagang, chefe do Partido Comunista na cidade de Kashgar.

“A religião é mais importante para eles do que suas próprias vidas ou a paz de suas mães e, então, eles fazem a ‘jihad’ (guerra santa)”, disse Shi em uma coletiva de imprensa no dia seguinte aos assassinatos.

A China tem se esforçado muito para aumentar a segurança a três dias dos Jogos, que começam na sexta-feira. O governo quer mostrar ao mundo todo uma imagem de estabilidade e contentamento nacional.

Os homens são acusados de jogar um caminhão sobre 70 policiais de fronteira e, depois, continuarem a carnificina com explosivos caseiros, uma arma também caseira e uma coleção de facas.

Dezesseis policiais ficaram feridos, quatro em estado grave.

Os suspeitos, ambos membros da minoria uigur, de maioria muçulmana, foram presos no local. Um está no hospital depois de detonar explosivos que arrancaram seu braço. Segundo Shi, os explosivos utilizados eram similares aos apreendidos pela polícia ao desbaratar um campo de treinamento separatista, em 2007.

Autoridades disseram que militantes uigures tentam transformar a região no “Turquistão Oriental” e são uma das maiores ameaças.

Neste ano, líderes separatistas ordenaram uma série de ataques e mandaram manuais de produção de bombas e venenos para células do grupo na China, segundo Shi.

Em abril, autoridades de segurança pública disseram ter frustrado tentativas de sequestrar atletas. A China também disse que conteve uigures separatistas que queriam derrubar um avião em Pequim.

“Desde o ano passado, as organizações do Turquistão Oriental tentam insistentemente lançar atividades cujo alvo são os Jogos Olímpicos”, disse Shi. “Eles querem usar os métodos mais simples para transformar 2008 no ano do luto”, disse.

SEGURANÇA REFORÇADA

A região de Xinjiang, onde fica Kashgar, recebeu reforço na segurança e dezoito “agitadores estrangeiros” foram detidos um dia após o ataque aos policiais. Entretanto, uma autoridade da região disse a repórteres que as pessoas presas nesta terça tinham ligação com outro incidente, ocorrido mais cedo, e não com o ataque da véspera.

Muitos moradores da cidade preferem não falar sobre o ataque, e a polícia parou e revistou todos os carros e ônibus que entravam na cidade -- localizada a cerca de 5.000 quilômetros a oeste de Pequim -- enquanto outros oficiais ficavam de guarda no hospital, onde policiais feridos no ataque estão sendo tratados, para prevenir que repórteres falem com os familiares das vítimas.

“Estamos com medo de que depois disso, as coisas fiquem ainda mais difíceis para os uigures”, disse um cliente do mercado principal da cidade que se identificou apenas pelo primeiro nome, Ibrahim. “Há muita tensão aqui.”

Mas um vendedor de água uigur disse à Reuters que nem todos estão preocupados e insiste que a popular e turística Rota da Seda ainda é segura.

“Isso é só porque os Jogos estão próximos”, disse ele. “Mas não se preocupe, isso não afeta gente comum com eu e você”, disse o homem, que preferiu não informar seu nome.

O órgão de transportes de Xinjiang anunciou uma campanha regional para reafirmar a segurança para caminhões, ônibus e linhas de transporte.

“Toda a rede de transporte da região tem que estabelecer uma clara atmosfera de segurança e produtividade”, reportou o site oficial de notícias regionais.

Reportagem adicional de Chris Buckley

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below