11 de Agosto de 2008 / às 09:33 / em 9 anos

Abertura em Pequim teve audiência global de 1 bilhão de pessoas

Por Belinda Goldsmith

PEQUIM (Reuters) - Como a China esperava, o mundo ficou ligado na cerimônia de abertura da Olimpíada de Pequim, de acordo com várias pesquisas apresentadas nesta segunda-feira, que estimaram a audiência em torno de 1 bilhão de pessoas, ou 15 por cento da população mundial.

O espetáculo de quatro horas e meia levou ao recorde de audiência para uma abertura de Jogos Olímpicos, também porque foi visto pela maioria dos telespectadores chineses. O evento foi transmitido depois de sete anos de preparação e campanhas sobre a importância de se sediar a Olimpíada.

As várias pesquisas mostraram estimativas diferentes, mas calcula-se que 842 milhões do total de 1,3 bilhão de habitantes da China viram a cerimônia e se somaram a outras audiências pelo mundo, para se chegar ao número total em torno de 1 bilhão de telespectadores.

A BBC disse que a abertura olímpica atraiu uma audiência impressionante na Grã-Bretanha, em torno de 5 milhões, e a audiência deverá ter 30 milhões de pessoas vendo pelo menos alguma coisa dos Jogos até o dia 24.

“Os muito milhões que ligaram a TV para ver a cerimônia de abertura foram um bom presságio para a audiência de todo o período. E há boas notícias (para os que trabalham pela audiência), com todos os números do primeiro dia de competições”, escreveu o diretor da BBC Sport, Roger Mosey, em um blog.

O interesse do público é chave para os britânicos, com Londres se preparando para sediar a Olimpíada de 2012. Altos números de audiência podem levar a patrocinadores mais fortes e a maior interesse por parte de anunciantes.

Esses números de Pequim parecem estar acima dos Jogos de Atenas-2004, que atraíram 3,9 bilhões de telespectadores, diante de um total em Sydney-2000 de 3,6 bilhões.

O imenso interesse dos chineses garantiram números recordes para a cerimônia de abertura, que envolveu 10.000 artistas, 2.008 tocadores de tambor e um final emocionante com o ex-ginasta Ni Ling “correndo” com a tocha pelo ar para acender a pira olímpica.

Uma pesquisa mostrou que entre 63 e 69 por cento da audiência total da China viram a abertura, batendo os 51 a 58 por cento de audiência anual do show de gala do Ano Novo Chinês.

A NBC, rede norte-americana de televisão detentora dos direitos de transmissão dos Jogos (e que pagou cerca de 900 milhões de dólares pela exclusividade no país), não mostrou a abertura olímpica ao vivo. Em vez disso, segurou 12 horas para mostrar a gravação, no horário nobre.

Mas a aposta valeu a pena, com a soma de 34,2 milhões de telespectadores.

“A cerimônia de abertura capturou o público norte-americano em números sem precedentes para uma Olimpíada fora dos Estados Unidos”, disse Dick Ebersol, presidente da NBC Universal Sports & Olympics, em comunicado. “Foi um espetáculo mágico e memorável, e um grande modo de começar a Olimpíada de Pequim.”

A cerimônia ainda foi vista no total ou em parte por 7,8 milhões de australianos, de acordo com a Seven Network.

A revista “The Hollywood Reporter” disse na França que perto de um em cada dois telespectadores, ou 4,4 milhões, viram o evento. Na Itália, a RAI detectou 5,5 milhões.

Na Alemanha, a rede pública ARD estimou em 7,72 milhões de pessoas vendo a cerimonial ao vivo, abaixo das 30 milhões que viram França x Itália na final da Copa do Mundo de 2006, realizada no próprio país.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below